Mercado da bola

Com saída de vice-artilheiro, Coritiba já soma sete despedidas para 2022

Waguininho
Waguininho (Foto: Divulgação / Coritiba)

A Série B chegou ao fim no último dia 26 e com o Coritiba alcançando seu objetivo, de garantir o acesso à elite do futebol brasileiro para 2022. Desde então, o Alto da Glória vive dias movimentados, marcados até aqui principalmente por despedidas. Na última semana, por exemplo, ficou praticamente decidido o futuro do vice-artilheiro coxa-branca em 2021, o meia-atacante Waguininho, que deve respirar novos ares na nova temporada.

Com contrato com o Coxa até o final deste ano, o jogador de 31 anos chegou a negociar a renovação do vínculo. Na temporada, foram 48 jogos e 11 gols marcados com a camisa alviverde, com especial destaque à participação do atleta na Segunda Divisão: 34 partidas (29 como titular), nove bolas na rede e duas assistências. Waguininho foi o vice-artilheiro do Coxa no ano e na Série B, atrás apenas de Léo Gamalho (23 gols na temporada, sendo 16 ao longo da campanha do acesso).

Segundo informações da jornalista Nadja Mauad, do GloboEsporte.com, a diferença entre o que pedia o staff do atleta e a proposta feita pelo Coritiba não seria superior a R$ 15 mil. Além da questão de valores, contudo, o tempo de contrato foi outra divergência entre as partes durante as negociações.

Dessa forma, já são sete os atletas que estão fora dos planos do alviverde para o próximo ano. Além de Waguininho, o volante Jhony Douglas foi negociado com a Inter de Limeira, enquanto o zagueiro Wellington Carvalho (da Tombense), o lateral-direito Matheus Alexandre (do Corinthians), o lateral-esquerdo Romário (do Santos) e os meia-atacantes Valdeci (do Ferroviário-SP) e Guilherme Azevedo (do Grêmios) estão com contratos de empréstimo chegando ao fim e devem ser devolvidos aos seus respectivos clubes.

Por outro lado, o Coxa ainda tenta renovar com o zagueiro Luciano Castán, segundo melhor jogador do time na Série B, de acordo com o Sofascore, com 36 jogos disputados na competição (todos como titular), cinco gols marcados e duas assistências. Além disso, alguns nomes estão na pauta da diretoria coxa-branca, que depois de garantir na permanência do técnico Gustavo Morínigo já se movimenta para reforçar a equipe que disputará o Campeonato Paranaense, a Copa do Brasil e o Brasileirão no próximo ano.

Alguns desses nomes são velhos conhecidos da torcida coxa-branca, como o meia-atacante Neílton (que esteve emprestado ao Sport neste ano), o lateral-esquerdo Kazu e o atacante Nathan Fogaça (crias do Alto da Glória e que estiveram no futebol norte-americano recentemente) e o goleiro Arthur (que estava no CRB).

Outros reforços especulados são os atacantes Moisés, destaque da Ponte Preta na última Série B, quando disputou 37 jogos (35 como titular), marcou sete gols e deu quatro assistências; e o colombiano Jonathan Copete, que fez 33 jogos pelo Avaí (30 como titular), com sete gols e nove assistências na campanha dos catarinenses até o acesso. Além deles, o volante Andrey, que está livre no mercado após seu contrato com o Vasco chegar ao fim, também tem sido comentado, bem como o meia-atacante Yuri Castilho (do CSA) e o atacante Jorge Recaldi (do Olímpia, do Paraguai).