Publicidade
Brasileirão

Com todos os fatores contra si, Paraná enfrenta o Palmeiras em Londrina

Com todos os fatores contra si, Paraná enfrenta o Palmeiras em Londrina
Dado Cavalcanti, técnico do Paraná Clube: sem três dos principais jogadores (Foto: Geraldo Bubniak)

Rebaixado, com lanterna garantida, longe de casa, sem três dos melhores jogadores, contra o possível campeão. Assim é o clima do Paraná Clube para o jogo deste domingo, contra o Palmeiras. A partida, válida pela 35ª rodada, será no estádio do Café, em Londrina. Embora tenha o mando de campo, o time paranaense preferiu transferir o jogo para o norte do Estado, onde a concentração de torcedores palmeirenses é grande.

Após os jogos da 34ª rodada, o Paraná Clube “garantiu” a lanterna do Brasileirão. Faltando quatro rodadas, o time tem 21 pontos e pode chegar no máximo a 33. O América-MG, atual 19º colocado, está com 34.

Do outro lado do campo, há o líder do Campeonato. Segundo o matemático Tristão Garcia, o Palmeiras tem 95% de chances de ser campeão brasileiro, contra 4% do Internacional e 1% do Flamengo. O time do técnico Luiz Felipe Scolari ainda busca um recorde, o de partidas seguidas invictas no Brasileirão de pontos corridos. Está há 19 jogos sem perder, mesmo número do Corinthians em 2017. Se não sair derrotado de Londrina, quebrará essa marca.

Para piorar, o time paranaense está sem três de seus principais jogadores. O goleiro Richard, titular no Brasileirão, cumpre suspensão pelo 3º cartão amarelo. O volante Alex Santana, um dos artilheiros do time (3 gols), também. O meia-atacante Silvinho, o outro artilheiro do time (3 gols), foi expulso na última rodada, contra o Atlético-MG, e está fora. Nenhum outro jogador do elenco do Paraná marcou mais de um gol. Outro desfalque de momento é o meia-atacante Andrey, também expulso diante do Atlético-MG. O alento é que o técnico Dado Cavalcanti terá os retornos dos zagueiros Rene Santos e Jesiel.

Diante de tantos fatores contrários, o Paraná até imagina que o Palmeiras esteja esperando alguma moleza. “Para tentar parar o ataque deles, tem que se doar ao máximo. Estamos 100% concentrados, todo mundo motivado. Se suportarmos bem, eles vão ficar impacientes”, disse o zagueiro Jesiel. “Eles devem vir mais relaxados, achando que a gente é o último, mas não é assim. A gente vai dar nosso melhor também”.

Quando ao resto do time, Dado ainda não definiu quem joga. A tendência é que Thiago Rodrigues entre no gol. Do meio para a frente, os mais cotados são Torito González no lugar de Alex Santana, Keslley em vez de Andrey e Juninho, lateral-esquerdo de origem, na vaga de Silvinho.

PARANÁ x PALMEIRAS
Paraná Clube: Thiago Rodrigues; Júnior (Wesley Dias), Rene Santos, Jesiel e Igor; Leandro Vilela e Torito González; Alesson, Keslley e Juninho; Rafael Grampola. Técnico: Dado Cavalcanti
Palmeiras: Wéverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luís; Felipe Melo e Bruno Henrique; Willian, Lucas Lima e Dudu; Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Local: Estádio do Café, em Londrina, domingo, às 17 horas

DESTAQUES DOS EDITORES