Publicidade
Padroeiro

Comunidade da Paróquia São Jorge, no Portão, prepara bolo de 30 metros

Comunidade da Paróquia São Jorge, no Portão, prepara bolo de 30 metros
Imagem do bolo produzido no ano passado (Foto: Reprodução/Paróquia São Jorge/Facebook)

A Festa do Padroeiro é uma das comemorações mais aguardadas pela comunidade da Paróquia São Jorge, no bairro do Portão, em Curitiba e movimenta todos os anos mais de 3 mil devotos. A comemoração este ano foi batizada de Festa do Padroeiro, com uma extensa programação, desde de o dia 08 até 23 de abril de 2018. Destaque para o dias 22 e 23 de abril , com a produção de um bolo de 30 metros ( domingo) e mais 10 metros ( na segunda), 23 de abril, dia do Padroeiro para a comemoração de toda a comunidade. O bolo será recheado com doce de leite e mais 1000 medalhas de São Jorge. A produção do bolo vai envolver mais de 40 voluntários e terá um custo de quatro reais a fatia. O valor obtido será destinado às obras sociais da Paróquia São Jorge. 
 
22/04 – Bolo de São Jorge, à venda a partir das 8h30 (o dia todo), e benção das imagens de São Jorge nas Santas Missas das  7h30, 9h: procissão em seguida missa e após a missa carreata com a imagem de São Jorge e benção dos motoristas,  e 19h.

A igreja ficará aberta das 7h30 até as 20h.

23/04 – Dia de São Jorge
Santa Missa às 9h, 15h e 19h.
Bolo de São Jorge, à venda a partir das 8:30h (o dia todo, até a venda completa).
*Terá benção das imagens de São Jorge nas Santas Missas.
* A igreja ficará aberta das 8h até às 20h.


Endereço:Rua Itacolomi, nº. 1840 - Portão.

 Quem foi São Jorge?

A imagem de todos conhecida, do cavalheiro que luta contra o dragão, foi difundida na Idade Média. Está relacionada às diversas lendas criadas a seu respeito e contada de várias maneiras em suas muitas paixões. Na imagem, São Jorge é representado como um jovem de armadura, tanto em pé como em um cavalo branco com uma cruz vermelha.Com a reforma do calendário litúrgico, foi instituído o seu dia festivo em 23 de abril.

Alguns fatos da vida dele ocorrem no século III, quando Diocleciano era imperador de Roma. Havia nos domínios do seu vasto Império, um jovem soldado chamado Jorge de Anicii. Filho de pais cristãos, o qual, se converteu ao Cristianismo ainda na infância quando passou a temer a Deus e a crer em Jesus como seu único salvador. Nascido na antiga Capadócia, região que atualmente faz parte da Turquia.

Tendo ingressado para o serviço militar, distinguiu-se por sua inteligência, coragem. Aos 23 anos passou a residir na corte imperial em Roma, exercendo altas funções. Nessa mesma época, o Imperador Diocleciano traçou planos para exterminar os cristãos. No dia marcado para o senado confirmar o decreto imperial, Jorge levantou-se no meio da reunião, declarando-se espantado com aquela decisão, e afirmou que os ídolos adorados nos templos pagãos eram falsos deuses.
 
São Jorge, que é santo da Igreja Católica, traz, porém, um apreço de inúmeras pessoas e grupos que o têm em grande consideração.  Ele é patrono de Portugal, Inglaterra,  Geórgia, Catalunha, Aragão, Lituânia, da cidade de Moscou e de muitos outros locais e entidades pelo mundo afora.

DESTAQUES DOS EDITORES