Publicidade
Guinada

Conheça a história do advogado que largou tudo e virou cantor aos 58 anos

Thobias de Santana tem pai e mãe artistas, que não queriam que ele seguisse o mesmo caminho
Thobias de Santana tem pai e mãe artistas, que não queriam que ele seguisse o mesmo caminho (Foto: Franklin de Freitas)

Considerado um dos mais importantes livros já escritos em inglês. “O herói de mil faces”, de Joseph Campbell, revela a existência do ‘monomito’, uma estrutura fundamental partilhada por todos os mitos mais importantes já criados pela humanidade. Em resumo, a trajetória do herói inicia quando ele se arrisca a sair do seu dia a dia comum para explorar o sobrenatural numa jornada decisiva. E termina quando ele retorna da grandiosa aventura com o poder de conceder bençãos aos seus companheiros.

E Curitiba agora começa a conhecer o seu ‘artista de mil faces’. Trata-se do cantor, compositor, ator e advogado Thobias de Santana, 58 anos. Carioca e criado em São Paulo, há 27 anos ele vive em Curitiba com a família. Nascido em berço musical – é filho dos cantores José Tobias e Jussara -, começou a compor e a cantar muito cedo. Mas só agora está revelando ao mundo seus dons artísticos.

“Meus pais sempre quiseram que a gente (ele e a irmã, Kátia) estudasse, fizesse uma faculdade. Viver da cultura no Brasil sempre foi muito difícil, eles viam vários colegas em dificuldades. Então abracei o Direito por todos esses anos. É algo que consome muito tempo, tem de estar sempre atento aos prazos, processos. Depois também nasceram meus filhos, então o tempo livre eu dedicava a eles e o resto acabou ficando parado”, conta Thobias.

Dois fatos ocorridos recentemente, contudo, começaram a mudar a cena. Primeiro, um curso ofertado pelo cineasta Guto Pasko, no qual demonstrou se dar bem com a câmera. Foi convidado, então, a trabalhar em comerciais e na sequência ainda foi aprovado para um papel na série Contracapa, exibida pela TV Cultura e pela TV Brasil – a segunda temporada já está confirmada.

Paralelamente, seu pai lançou o CD “Zé Tobias – 90 anos de música”, e gravou “Nada de Morrer”, uma das canções de Thobias. Diante da boa repercussão, a consequência foi o lançamento recente do EP Khairóos, na qual Thobias reúne quatro canções de sua autoria.

“A advocacia agora está bem de lado, só dando conta dos processos antigos. Agora quero aproveitar esse último terço da minha vida para deixar uma mensagem como contribuição ao mundo”, explica Thobias, que procura fazer músicas que levem à reflexão, tenham conteúdo em sua letra, resgatando o que há de melhor na MPB.

“Muita gente está se inspirando por eu ter tido a coragem de mudar. Não é fácil se fazer algo assim, mas inspirar pessoas para que façam coisas boas é muito legal. Me ajuda a continuar com mais intensidade, mais força. Nunca é tarde para se colocar em prática a vocação, o dom que recebemos“, diz ele.

Show no Paiol, clipes, série e cinema
No dia 26 de junho do corrente ano, no lançamento de Khairoós, Thobias apresentou, no Teatro Paiol, nove canções de sua autoria, além de “Acauã”, de Zé Dantas, e “Na Hora do Almoço”, de Belchior. Já na quinta música a grata surpresa, foi longamente aplaudido de pé ao interpretar “Lágrimas de Fogo” e, no final, duplo pedido de bis, ambos atendidos. Mas não para por aí. Em breve o artista também fará o lançamento de dois clipes com músicas suas (o trabalho já está quase pronto) e fará também uma pequena participação no novo filme do cineasta Aly Muritiba. Além disso, até o final do ano a expectativa é que seja feita pelo menos mais uma apresentação, no Rio de Janeiro, para que os pais de Thobias também possam ver de perto os primeiros passos do filho nessa nova jornada.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES