Publicidade
Esporte

Corinthians tenta se manter longe da Série B

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Corinthians faz neste sábado (17), no Itaquerão, um confronto decisivo na briga contra o rebaixamento. Às 19h, a equipe alvinegra, que ocupa a 13ª posição na tabela, com 40 pontos, enfrenta o Vasco, 14º, com 39.

A vitória é importante para as duas equipes, que não vêm fazendo boa campanha no Brasileiro e precisam aproveitar o confronto direto na briga contra a queda para se afastar das últimas posições.

Principal nome do atual elenco do Corinthians, o goleiro Cássio rechaçou a possibilidade de rebaixamento em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (16).

"Não tenho medo de cair", declarou o jogador, que acredita que uma vitória em casa contra o time carioca trará alívio para o elenco.

O clube alvinegro está a apenas três pontos da Chapecoense, o primeiro time da zona de rebaixamento. A derrota para o Cruzeiro, na quarta (14), só não deixou a situação corintiana pior porque o Botafogo venceu os catarinenses na quinta (15) por 1 a 0.

Para o jogador, há um exagero quando se fala na situação do Corinthians, que, segundo ele, depende apenas de si para não cai cair para a Série B.

"Parte de vocês [imprensa], não todos, mas em alguns meios parece que o Corinthians está na zona de rebaixamento faz tempo. Não estamos ganhando, estamos a três pontos da zona, mas não estamos lá, temos condições de não estar lá com forças próprias", afirmou o jogador.

Para o goleiro, mais 2 vitórias nas 4 rodadas restantes devem salvar a equipe de um desastre no final da temporada. Além do Vasco, o Corinthians enfrentará o Atlético-PR (fora de casa), a Chapecoense (em casa) e o Grêmio (fora).

"Acredito que com 46 pontos a gente tire qualquer chance de rebaixamento. Uma grande vitória amanhã [sábado] deixa bem encaminhado", disse.

Outro ponto fundamental para o Corinthians não cair, de acordo com o goleiro, é o apoio irrestrito da torcida. Nesta sexta, porém, organizadas foram até o CT Joaquim Grava, onde os jogadores estavam concentrados, protestar contra a situação do clube.

Entre palavras de ordem e ameaças, o principal alvo do grupo era o presidente Andrés Sanchez. Antes, membros da diretoria da Gaviões da Fiel se reuniram com jogadores, técnico e dirigentes do clube.

Estádio: Itaquerão, em São Paulo

Horário: 19h

Juiz: Wilton Pereira Sampaio (GO)

CORINTHIANS

Cássio, Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Thiaguinho; Clayson, Jadson (Mateus Vital) e Pedrinho; Danilo. T.: Jair Ventura.

VASCO

Fernando Miguel, Luiz Gustavo, Henríquez, Castan e Henrique; Andrey, Raul, Pikachu, Thiago Galhardo e Kelvin (Fabricio ou Marrony); Rios. T.: Alberto Valentim.

DESTAQUES DOS EDITORES