Publicidade
Copa do Brasil

Coritiba empata aos 52 e evita façanha de time 'fora de série'

Parnahyba nunca chegou à segunda fase da Copa do Brasil e teve a vaga na mão até o último lance
Coritiba empata aos 52 e evita façanha de time 'fora de série'

O Coritiba está na segunda fase da Copa do Brasil. Nessa quarta-feira (dia 7), o time empatou em 1 a 1 com o Parnahyba, no Estádio Albertão, em Teresina (PI). Nessa primeira fase, a disputa ocorre em jogo único. Em caso de empate, o visitante fica com a vaga. A equipe paranaense pega na segunda fase o Uberlândia, que eliminou o Ituano. Por participar da primeira fase, o Coxa recebeu R$ 500 mil. Por chegar à segunda fase, ganha mais R$ 600 mil.

O Parnahyba pretendia mandar a partida no seu estádio, em Parnaíba, no litoral do Estado, a 320 km da capital Teresina. No entanto, o clube foi punido com a perda de mando de campo pelo STJD. O jogo acabou transferido para Teresina. E o estádio Albertão ficou praticamente vazio.

FAÇANHA HISTÓRICA
O clube do Piauí tem 104 anos de história – foi fundado em 1º de maio de 1913. Foi 13 vezes campeão estadual – a última em 2013. Essa é a sétima participação do Parnahyba na Copa do Brasil. Em todas as participações foi eliminado na primeira fase. Soma 12 jogos nessa competição nacional, com oito derrotas, três empates e uma vitória (sobre a Portuguesa, em 2016).

No Campeonato Brasileiro, o Paranahyba disputou a Série D em 2017 e caiu na segunda fase. E não conseguiu se classificar para a edição 2018 da quarta divisão nacional. Ou seja, é um time fora de qualquer série do Campeonato Brasileiro.

DESEMPENHO
O Coritiba controlou o jogo no primeiro tempo, mas criou poucas jogadas ofensivas. Faltou movimentação no setor ofensivo e qualidade individual com a posse de bola. No aspecto defensivo, o Coxa apresentou organização razoável, mas as poucas falhas individuais sem a bola custaram caro. No segundo tempo, o Parnahyba fez o gol num dos raros ataques. Depois disso, o time paranaense mostrou total desequilíbrio emocional e falta de visão de jogo. A equipe do Piauí teve um jogador expulso aos 10 do 2º. Mesmo com um jogador a mais, o Coritiba não soube atacar e apelou para bolas longas. Só empatou aos 52 minutos, em cobrança de escanteio e cabeceio de William Matheus.

Clique aqui para ver uma análise do desempenho individual de cada jogador do Coritiba.

ESCALAÇÃO
O técnico do Coritiba, Sandro Forner, fez duas modificações no time em relação ao último jogo. O atacante Kleber Gladiador, poupado dos dois últimos jogos, voltou à equipe. O meia Thiago Lopes entrou no lugar de Ruy, lesionado. O esquema tático foi o 4-1-4-1, utilizado pelo treinador desde o início do ano. Vitor Carvalho era o único volante. A linha de quatro meias tinha Iago (direita), Parede (esquerda), Thiago Lopes (centro) e Rusch (centro).

PRIMEIRO TEMPO
O Coritiba demorou 15 minutos para controlar o jogo. Quando passou a dominar o adversário, não adotou um ritmo intenso e criou poucas jogadas ofensivas. Os raros bons momentos no ataque foram com os lançamentos de Julio Rusch e as arrancadas dos 'pontas' (Parede e Iago). O Parnahyba mostrou boa organização defensiva e muita aplicação, mas não teve qualidade para atacar.

SEGUNDO TEMPO
O Parnahyba fez 1 a 0 já a 2 minutos. William Matheus foi driblado na área por Idelvando, que chutou cruzado. Mal posicionados, os zagueiros permitiram a finalização de Fabinho, livre na área. Aos 10, Gasolina recebeu o 2º amarelo no jogo e acabou expulso. Em seguida, duas substituições. Saiu Cesar Benitez e o volante Simião entrou improvisado na lateral-direita. Na 'ponta', saiu Parede e entrou Kady. O desespero atingiu o Coxa, que passou a apelar para cruzamentos afobados. A situação piorou aos 33, quando saiu o volante Vitor Carvalho e entrou o centroavante Alecsandro. A partir daí, o time apelou ainda mais para o 'chuveirinho' para a área. O empate só veio aos 52, em cobrança de escanteio de Rusch e cabeceio de William Matheus.

PARNAHYBA 1 x 1 CORITIBA
Parnahyba: César; Fabinho Sergipe, Gilmar Bahia, Miltão e Alex Santos; Felipe Silva, Marcos Gasolina, Formiga (Didi), Idelvando e Ramon (Jânio); Fabinho (Messinho). Técnico: Sergio China
Coritiba: Wilson; Cesar Benítez (Simião), Romércio, Thalisson Kelven e William Matheus; Vitor Carvalho (Alecsandro), Julio Rusch, Thiago Lopes, Iago Dias e Guilherme Parede (Kady); Kleber. Técnico: Sandro Forner
Gols: Fabinho (2-2º) e William Matheus (52-2º)
Expulsão: Marcos Gasolina (10-2º),
Cartões amarelos: Marcos Gasolina, Felipe Silva, Miltão (P). Kady (C).
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Local: Estádio Albertão, em Teresina (PI)

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
5 – Escanteio. Fabinho cruza. Romércio bloqueia o chute de Ramon.
18 – Iago Dias cruza da direita. Kleber tenta dominar na área, mas deixa a bola escapar.
24 – Julio Rusch lança. Parede sai na cara do gol, mas o zagueiro se recupera e desarma o atacante.
27 – Julio Rusch bate escanteio. A defesa tira mal. Na meia-lua, Iago Dias chuta no canto. O goleiro espalma.

Segundo tempo
1 – Thiago Lopes recebe na ponta e cruza errado, desperdiçando ataque perigoso.
2 – Gol do Paranahyba. Idelvando dribla William Matheus e chuta cruzado. Fabinho entra livre e chuta no canto.
7 – Iago cruza. A defesa tira mal. Rusch pega o rebote e chuta perto, ao lado.
30 – William Matheus cruza. Iago Dias cabeceia perto, ao lado.
42 – William Matheus chuta de longe. O goleiro segura.
50 – Pressão na área. A bola chega para William Mataheus, na cara do gol. Ele chuta fraco e o goleiro segura.
52 – Gol do Coritiba. Escanteio. Rusch bate escanteio. William Matheus cabeceia no canto e marca.

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES