Publicidade
Finanças

Coritiba fecha trimestre sem processo trabalhista pela primeira vez em dez anos

Samir Namur
Samir Namur (Foto: Geraldo Bubniak)

O presidente do Coritiba, Samir Namur, afirmou que o clube fechou o segundo trimestre de 2019 sem processos trabalhistas. “O segunto trimestre de 2019 é o primeiro dos últimos dez que o Coritiba não tem um processo trabalhista”, declarou o dirigente, em entrevista coletiva, na última terça-feira.

No balanço divulgado em março de 2019, o clube demonstrava ter dívidas de R$ 209 milhões (R$ 111 milhões de impostos e tributos, R$ 24 milhões para bancos, R$ 49 milhões trabalhista e R$ 25 milhões em outros casos).

A última ação de grande valor perdida pelo clube foi movida pelo técnico Marcelo Oliveira, vai receberá R$ 1,2 milhão por salários e outros direitos não pagos em 2017, ainda na gestão anterior. Samir Namur assumiu o clube em 2018.

Apesar das dívidas, Samir Namur afirmou que a prioridade em 2019 é conseguir o acesso à primeira divisão. “No ano de 2018, quando a perda de receita não era tão grande ainda, nós tomamos um direcionamento de que era possível ter um time competitivo e ao mesmo sanar uma série de problemas do clube, o que foi feito. Mas 2018 mostrou também que tenha faltado talvez um pouco de investimento em futebol”, declarou o dirigente. “Todo trabalho de gestão tem que buscar equilíbrio entre uma coisa e outra (futebol e pagamento de dívidas). Neste ano de 2019, com uma perda de receita muito drástica, tenho que ser sincero em responder que o saneamento das contas ficou um pouco de lado e a gente está olhando para o futebol, porque o Coritiba precisa de qualquer forma subir pra Série A, custe o que custar, o preço que for”, afirmou.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES