Publicidade
Mercado da bola

Coritiba pode receber o meia Dodô como contrapeso de Galdezani

Coritiba pode receber o meia Dodô como contrapeso de Galdezani
Dodô (Foto: Divulgação / Atlético-MG / Flickr)

O Coritiba pode receber o meia Dodô, ex-Atlético-MG e que estava no Fortaleza, para a próxima temporada. O jogador viria como contrapeso da cessão do meia Matheus Galdezani ao Atlético-MG.

Dodô, de 24 anos, jogou a última Série B pelo Fortaleza. Disputou 35 partidas e fez 4 gols. Antes disso, defendeu Figueirense, Chapecoense e Botafogo-SP, sempre por empréstimo. Com o fim do contrato com o clube cearense, ele retorna ao Atlético-MG. Contudo, o técnico Levir Culpi não pretende utilizá-lo. O clube mineiro aceitou cedê-lo ao Coritiba e ainda dar uma compensação financeira na negociação por Galdezani. Dodô manifestou interesse em se desvincular do Atlético-MG.

Matheus Galdezani, por sua vez, tem contrato com o Coritiba até 2020. Neste ano, foi emprestado ao Atlético-MG e agradou ao técnico Levir Culpi. O agente de jogador, Eduardo Maluf, afirmou que o jogador gostaria de ficar em Minas Gerais.

No Coritiba, por outro lado, a ideia é usar Galdezani para conseguir dinheiro ou reforços. “Vou me reunir esta semana com o Atlético. Vamos esperar essa reunião”, afirmou o gerente de futebol do Coritiba, Rodigo Pastana, ao ‘Superesportes’, de Belo Horizonte. “Mas, se não fechar com o Atlético, há outros interessados”.

Dodô é o sétimo reforço cotado para o Coritiba em 2019. Os outros são o zagueiro Fabrício (Guarani), os laterais Felipe Mattioni (Juventude) e Matheus Ribeiro (Figueirense), os meias Geovane e Alan Mineiro (ambos do Vila Nova-GO)  e o atacante Elton (Figueirense).

Dessas, as negociações mais prováveis são as de Fabrício e Felipe Mattioni. No caso de Fabrício, nesta quinta-feira (6) o zagueiro rejeitou a renovação de contrato com o Guarani, onde atuou na última Série B. Já Mattioni estaria com a conversa bem adiantada com a diretoria coxa-branca.

 

DESTAQUES DOS EDITORES