Luto

Covid-19: Morre monsenhor Luciano Kmieciak, pároco emérito de igreja no Batel, em Curitiba

(Foto: Divulgação)

Morreu na noite de terça-feira (6) o monsenhor Luciano Romano Kmieciak, 87 anos, pároco emérito da igreja de Santa Terezinha do Menino Jesus, no bairro Batel, em Curitiba, o padre tinha 87 anos. A causa da morte foi complicações por Covid-19. Em nota, a Arquidiocese de Curitiba lamentou a morte do Monsenhor Luciano: "Expressamos nossos sentimentos aos familiares, amigos e paroquianos".

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM) lamentou a morte do religioso nas redes sociais. De acordo com Greca, Luciano "foi honrado em 1998 com o título honorífico de 'Monsenhor Capelão do Papa', por decreto do papa João Paulo II”. "Deixa laços profundos de amizade e solicitude paternal com as famílias de Curitiba. Possam os anjos velar seu repouso com cânticos de glória. Seja recebido na casa do senhor pelo muito que amou e trabalhou”, postou Rafael Greca.

Monsenhor Luciano, de origem alemã, nasceu em 6 de fevereiro de 1934, em Lviv, que pertencera à Prússia e hoje está na Ucrânia. Ele e sua família emigraram para o Brasil em 1951 e passaram a viver em Curitiba. Ordenado em 26 de novembro de 1961, foi vigário paroquial da Catedral e em seguida disciplinario, professor e reitor do Seminário São José. Formou muitos padres e até bispos, como o Cardeal Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo. Por fim foi nomeado pároco do Santuário Santa Teresinha do Menino Jesus *onde viveu entre 1973 e 2017. Emerito e benemérito, nos últimos 3 anos residia com a sua família.