Imóveis de mais de R$ 1 milhão

Cresce o número de lançamentos de luxo

O segmento de luxo está em alta em Curitiba, ao menos no segmento da construção civil. De acordo com os dados da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR) o volume de vendas dos imóveis de luxo, com preço de venda superior a R$ 1 milhão, quadruplicaram. A constatação é do presidente da associação, Gustavo Selig. Segundo ele, de julho de 2009 para o mesmo período de 2011, o Volume Geral de Vendas (VGV) para este produto quadruplicou, atingindo a marca de R$ 1,47 bilhão (15,3% do total da oferta no mercado).

Em julho de 2009, o VGV dos imóveis de luxo foi de R$ 349,7 milhões (7,5% do total). No mesmo período, em 2010, o valor subiu para R$ 655 milhões (10,7% do total). Consequentemente, houve um aumento do número de apartamentos ofertados no padrão, que passou de 97 unidades, em julho de 2009, para 763 unidades para o mesmo período, em 2011. Esta variação mostra o crescimento do poder aquisitivo da população, comenta Selig.

Entretanto, a participação do setor na produção imobiliária da cidade ainda é baixa, correspondendo a apenas 3% da oferta total de unidades na capital paranaense. Este produto conta com uma velocidade de venda menor por atender um público específico, dada a quantia a ser desembolsada, analisa Selig. Em Curitiba, estes empreendimentos estão localizados nas regiões do Alto da XV, Cabral, Juvevê, Ecoville, Água Verde e Batel.