Publicidade
Esporte

Cruzeiro vira sobre o Atlético-PR em Curitiba

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O Cruzeiro venceu o Atlético-PR, de virada, por 2 a 1 no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Thiago Carleto abriu o placar, mas Henrique e Raniel deixaram os mineiros em vantagem no jogo ocorrido na Arena da Baixada, em Curitiba, nesta quarta-feira (16).

Como não há gol qualificado no torneio, uma vitória simples do Atlético-PR na partida de volta leva a decisão do confronto para os pênaltis. Uma igualdade ou um triunfo do Cruzeiro deixam o time de Mano Menezes nas quartas de final da competição de mata-mata.

Escalado como ala pelo lado esquerdo, Thiago Carleto foi o principal nome do jogo ocorrido na Arena da Baixada. O jogador do Atlético-PR sofreu um corte na cabeça em uma dividida com Sassá e precisou enfaixar a cabeça. Minutos depois de receber o atendimento médico devido ao problema clínico, o atleta balançou a rede de Fábio. Ele deixou a sua marca em uma cobrança de falta.

Já Sassá esteve longe de mostrar um futebol de qualidade na Arena da Baixada. O centroavante do Cruzeiro teve duas chances de concluir a gol, mas mandou ambas para fora. A melhor foi um cruzamento de Giorgian De Arracaeta, que o camisa 99 mandou longe do gol de Santos. O desempenho ruim culminou em substituição. Raniel foi o escolhido para entrar na sua vaga.

Capitão do Cruzeiro desde a lesão de Fábio, em agosto de 2016, Henrique voltou a estufar as redes pelo time. A última vez que ele havia marcado foi contra a Caldense, em 2 de março do ano passado, pela primeira fase do Campeonato Mineiro. Ele fez dois na vitória por 2 a 1 sobre o time de Poços de Caldas.

O Cruzeiro voltou a ter a sua rede balançada em 2018. Depois de cinco partidas consecutivas sem ter as redes balançadas -Universidad de Chile (7-0), Inter (0-0), Vasco (4-0), Botafogo (1-0) e Sport (2-0)-, a equipe mineira viu um rival marcar. O Atlético-PR fez em gol de falta de Thiago Carleto.

E foi justamente esse gol de Carleto, aos 41min, que deu a vantagem ao Atlético-PR antes do intervalo. Na etapa final, Henrique empatou aos 34min. O volante aproveitou sobra na entrada da área e mandou forte. A bola desviou em Thiago Heleno e morreu no fundo da rede de Santos. Aos 48min veio a virada. Após lançamento da defesa, Raniel virou fácil sobre um defensor rubro-negro, invadiu a área e tocou na saída de Santos para marcar o segundo gol do Cruzeiro.

ATLÉTICO-PR

Santos; Pavez, Zé Ivaldo, Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho González (Bruno Guimarães), Raphael Veiga (Matheus Anjos), Thiago Carleto; Pablo, Bergson (Marcinho). T.: Fernando Diniz

CRUZEIRO

Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo, Egídio; Henrique, Lucas Silva, Arrascaeta (Rafael Sóbis), Robinho (Mancuello), Rafinha; Sassá (Raniel). T.: Mano Menezes

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Juiz: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE)

Cartão amarelo: Bergson, Camacho (Atlético-PR); Egídio (Cruzeiro)

Gols: Thiago Carleto, aos 41min do primeiro tempo (Atlético-PR); Henrique, aos 34min, e Raniel, aos 48min do segundo tempo (Cruzeiro)

DESTAQUES DOS EDITORES