Publicidade

Hoje em dia podemos fazer praticamente tudo sem sair do conforto do nosso lar ou do escritório. Compramos, vendemos, negociamos, pagamos contas, fazemos transações bancárias, enfim, desde coisas supérfluas até grandes negócios são feitos sentados à mesa de trabalho ou no sofá de casa. Os grandes responsáveis tecnológicos por estas comodidades da era moderna são os nossos inseparáveis companheiros diários: o telefone, o celular e a internet, sendo que este último recurso praticamente acelerou o processo para uma velocidade tal que a maioria dos especialistas nem sequer imaginou a rapidez de crescimento dos negócios feitos à distância.
O grande fato é que a velocidade tecnológica e o crescimento da oferta de serviços e produtos vendidos através destes meios para a população não foi proporcional à preparação em atender bem e respeitar os direitos do cliente ou usuário de alguns destes serviços.
A maioria de nós já contratou um serviço qualquer por telefone ou e-mail, por exemplo, uma teve a cabo, uma internet rápida ou um cartão de crédito. Durante o processo de captação do cliente, as empresas fazem um atendimento exemplar. Desconheço alguém que foi mal atendido durante a contratação de qualquer serviço. Os problemas surgem quando queremos cancelar o serviço ou quando nos foi cobrado algum valor indevido. O tratamento muda da água para o vinho, nós clientes exclusivos, agora somos mais um grão de areia no deserto, ficamos horas teclando uma infinidade de números, ouvindo musiquinhas e frases irritantes ao ouvido do tipo: tem mais alguma coisa que eu posso “estar fazendo” pelo senhor, ou o senhor tem certeza de que quer mesmo “estar cancelando” o serviço. Por que será que os atendentes de telemarketing, agridem tanto a nossa língua portuguesa abusado do “gerundismo”? Talvez seja por influência do inglês, através de uma tradução ao pé da letra de “I am going to do something”, que seria “Estou indo fazer algo”, ao invés de “Farei algo”.
Já os bancos usam um método bastante desconhecido pela maioria das pessoas para empurrar uma taxinha ou continha a mais, o SCC( Se colar, colou). Como a maioria de nós não confere pequenas diferenças ou valores acaba fazendo parte da massa que nem percebe ou não quer se incomodar por tão pouco. 
Existem alguns ensinamentos profissionais muito importantes quando passamos por este processo: O 1º é como atender alguém bem, este acontece na contratação de qualquer tipo destes serviços, o 2º é como atender mal, acontece quando tentamos reclamar algum direito ou cancelar o serviço, e o 3º depende de você, aprender a lutar pelos seus direitos ou deixar para lá como a maioria faz!

Um grande abraço, boa semana e Deus te abençoe.
#treinamentoscomjogosdenegocios&palestrasdemetasevendas
Desmar Milléo Junior, Autor do Livro: “Apenas Boas Intenções Não Bastam”, Palestrante nas áreas motivacional, comportamental e vendas.Treinamentos com Jogos de Negócios & Simuladores.  SITE: www.milleo.com.br & www.treinamentodegestao.com.br

DESTAQUES DOS EDITORES