Publicidade
Dinheiro

Curitiba recupera R$ 85 milhões com execuções fiscais em 2018

O desembargador Adalberto Xisto Pereira e o prefeito de Curitiba, Rafael Greca
O desembargador Adalberto Xisto Pereira e o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (Foto: Daniel Castellano / SMCS)

O presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira, apresentou ao prefeito Rafael Greca, nesta sexta-feira (22), o resultado das receitas recuperadas provenientes das execuções fiscais ao longo de 2018. Neste período, Curitiba arrecadou R$ 85 milhões de dívida ativa.

Os recursos recuperados são provenientes de multas administrativas por infrações ambientais, Urbanismo, Vigilância Sanitária e também impostos não pagos como IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISS (Imposto Sobre Serviços), entre outros.

“Isso demonstra o bom trabalho das Varas da Fazenda Pública e a transparência do Tribunal de Justiça, além do empenho da nossa Procuradoria Fiscal para arrecadação da dívida ativa”, disse Greca.

Participaram do encontro a primeira-dama, Margarita Sansone, e a procuradora-geral do município, Vanessa Volpi.

De acordo com informações do TJ, no estado todo foram arrecadados R$ 500 milhões no ano passado e entre os municípios paranaenses, Curitiba foi a que mais recuperou receitas. “Vamos visitar outros municípios para apresentar os resultados”, disse o presidente do TJ.

DESTAQUES DOS EDITORES