Publicidade
Fragilidade econômica aparece como principal causa

De cada sete veículos vendidos no Paraná, seis são usados

Impulsionado pela crise, mercado bateu recorde de comercialização em 2017
De cada sete veículos vendidos no Paraná, seis são usados

Diante das dificuldades para se adquirir um carro novo por conta do crédito reduzido e da persistência do fantasma do desemprego, a venda de veículos seminovos e usados está em alta no Paraná, ao ponto de o setor ter atingido um nível recorde de negócios fechados em 2017 e esperar por nova alta, entre 3 e 4%, para 2018. Hoje, de cada sete carros comercializados no estado, seis são seminovos ou usados.

Segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) e da Associação de Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (Assovepar), entre 2015 e 2017 foram comercializados 3,2 milhões de veículos no estado. Desses, 2,77 milhões de veículos (o equivalente a 85,6% do total) eram seminovos ou usados, e apenas 466,8 mil (14,4%) eram veículos zero quilômetro.
Cesar Lançoni Santos, presidente da Assovepar, aponta que a crise econômica que o país atravessa acabou trazendo impactos positivos ao setor de veículos seminovos e usados. Em 2017 foram 932.504 negócios fechados no Paraná, alta de 3,5% na comparação com 2016 e o melhor volume de vendas na história do setor.
O mercado de seminovos não sentiu tanto a crise porque parte dos consumidores de carros zero quilômetro migraram para o carro usado. Então isso fez com que o mercado se mantivesse estável, com algumas variações negativas (como em 2016 na comparação com 2015), mas crescimento constante quando analisado o panorama geral, afirma Santos.
Na outra ponta, o segmento de veículos novos espera por uma retomada do crescimento em 2018, após cinco anos consecutivos de queda nas vendas. Desde 2012, quando foram vendidos 278.467 carros zero quilômetro no Paraná, as vendas caíram praticamente pela metade. Em 2017 foram 139.313 veículos comercializados, o menor nível de vendas desde o início da série histórica da Fenabrave, iniciada em 2005.
Para este ano, nossa expectativa é de crescimento entre 10 e 12%, o primeiro em cinco anos. É um crescimento estável, não é uma bolha ou algo supérfluo, aponta Marcos Ramos, diretor da Fenabrave. Os bancos retomaram o financiamento de veículos com taxas mais baixas e também temos bom sinal de vendas no interior do estado em virtude do agronegócio, complementa o executivo, destacando que no primeiro bimestre deste ano foram vendidos 28.321 carros novos no Paraná, alta de 40,4% na comparação com o mesmo período de 2017.

Oficinas mecânicas sofrem com movimento baixo e o ‘bolso vazio’ do cliente
Enquanto a venda de carros zero quilômetros dá sinais de retomada do crescimento e a comercialização de veículos seminovos e usados está em alta, outro importante segmento do setor automotivo está sangrando por causa da crise econômica. São as oficinas mecânicas, que nos últimos anos viram a demanda por serviços cair pela metade.
No Berko Centro Automotivo, por exemplo, Vitório Oto Bergamini, funcionário da empresa, aponta que antes da crise econômica se agravar a demanda era grande, com dias em que chegavam de 30 a 35 carros na oficina. Atualmente, num dia com bom movimento, entre 10 e 15 veículos dão entrada no local.
Falta dinheiro. Está todo mundo com o bolso vazio aí só fazem o básico do básico e deixa o resto para depois. Faz o essencial para o carro andar e pronto, explica Bergamini, revelando ainda que a queda na demanda de serviços também fez reduzir o número de funcionários – antes eram cinco mecânicos, hoje são apenas três.
A avaliação de Wilson Bill, proprietário da Auto Mecânica Bill e presidente do Sindicato das Empresas de Reparação e Veículos do Paraná (Sindirepa-PR), é parecida. A grande dificuldade é o poder aquisitivo. Comprar carro é fácil, difícil é manter. Falta responsabilidade ao consumidor, ter consciência de que precisa fazer a manutenção preventiva. Hoje, mais da metade só tem feito manutenção corretiva porque não tem dinheiro.

 

Venda de veículos no Paraná*
(categorias automóveis e comerciais leves)

2017

TOTAL

1.071.817

Novos

139.313

Usados e seminovos

932.504

2016

TOTAL

1.043.019

Novos

141.875

Usados e seminovos

901.144

2015

TOTAL

1.117.786

Novos

185.599

Usados e seminovos

932.187

DESTAQUES DOS EDITORES