Publicidade
RMC

DER vai reduzir tarifa de mais linhas metropolitanas da RMC

O Governo do Estado autorizou a redução da tarifa de linhas de ônibus metropolitanas de Bocaiúva do Sul, Lapa e Araucária. A Coordenadoria de Transporte Rodoviário Comercial do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) informa que a definição dos valores será feita após o homologação dos estudos do DER, encaminhados a Agência Reguladora do Paraná (Agepar). Na sexta-feira passada, empresas metropolitanas de Londrina e Maringá receberam autorização para reduzir a tarifa.
A redução nas tarifas é resultado da isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o diesel, determinada pelo governador Beto Richa, em maio, e da redução de alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre o setor, decidida pelo governo federal, em junho.
Estas empresas de ônibus (de Londrina e Maringá) solicitaram a antecipação da redução, o que foi atendido rapidamente pelo Governo do Paraná para beneficiar diretamente os usuários do transporte metropolitano dessas regiões do Estado. A estimativa, que depende de confirmação da Agepar, prevê uma variação entre de 0,10 a 0,15 centavos sobre os valores das tarifas, disse o secretário de Infraestrutura, José Richa Filho.


Desde o dia 16 de junho, outras linhas na Grande Curitiba já haviam  reduzido em pelo menos R$ 0,10 a tarifa. Foram beneficiados 3 milhões de usuários de 81 linhas metropolitanas (que não fazem parte da Rede Integrada de Curitiba) de 18 municípios — Curitiba, São José dos Pinhais, Campo Largo, Balsa Nova, Araucária, Colombo, Almirante Tamandaré, Quatro Barras, Piraquara, Bocaiúva do Sul, Campina Grande do Sul, Itaperuçu, Rio Branco do Sul, Quitandinha, Fazenda Rio Grande, Mandirituba, Contenda e Agudos do Sul.
RIT — No dia 1º de julho, a Rede Integrada de Transporte também terá nova tarifa, já que Curitiba reduziu a tarifa de R$ 2,85 para R$ 2,70. Para o prefeito de Pinhais e presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec), Luizão Goulart, a redução na tarifa significa um importante passo para que o sistema de transporte público da Região Metropolitana tenha melhorias significativas. A atitude do prefeito da Capital chegou num momento importante, pois ele demonstrou que apóia o usuário do transporte e ao mesmo tempo busca transparência, salientou.
Mesmo com as dificuldades financeiras que estamos enfrentando no município, estamos fazendo um grande esforço para não perder a integração do transporte por entender que ela é importante para a população. Esses 15 centavos a menos na tarifa representam um custo de mais de R$ 300 mil ao mês para os cofres de Araucária, explicou o prefeito Olizandro Ferreira.

DESTAQUES DOS EDITORES