Publicidade
Campanha Defenda-se

Desenho animado ensina crianças a se defenderem de abusos. Veja o vídeo

Desenho animado ensina crianças a se defenderem de abusos. Veja o vídeo
(Foto: Reprodução)

O dia 18 de Maio é uma data voltada a dar visibilidade ao enfrentamento da violência sexual de crianças e adolescentes no país. De acordo com dados coletados a partir do Disque 100 e do aplicativo Proteja Brasil, foram registradas mais de 28 mil denúncias de violência sexual em 2017, o que representa 34% de todas as denúncias sobre violação dos direitos humanos de meninos e meninas.

Com o tema em pauta, o Centro Marista de Defesa da Infância lançou o 11º Vídeo da campanha Defenda-se, com linguagem visual totalmente reformulada. O material foi apresentado no II Congresso Brasileiro de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, realizado em Brasília de 14 a 16 de maio, reunindo cerca de 500 pessoas, entre gestores públicos e membros da sociedade civil.

Veja o vídeo:

De acordo com o coordenador da Campanha, Vinicius Gallon, a partir de estudos, escutas e workshops de avaliação, identificou-se a necessidade de produzir um conteúdo com informações mais complexas e diretas, em uma linguagem visual mais atrativa, próxima dos desenhos animados de ficção, a fim de atrair a atenção de crianças e adultos. Nesta nova fase, os personagens antigos foram redesenhados, ganhando traços de personalidade e diferentes características físicas. Já o roteiro incorpora elementos de ficção que auxiliam a humanizar a história, a fixar as mensagens-chave e gerar maior identificação com meninos e meninas entre 5 e 12 anos.

A campanha tem como base o Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes, o Estatuto da Criança e do Adolescente e a Convenção Sobre os Direitos da Criança. Além de subsidiar educadores, famílias e profissionais do Sistema de Garantia dos Direitos, a campanha dialoga diretamente com o público infantil, trazendo situações do cotidiano que podem facilitar a violência sexual, assim como as atitudes afirmativas que podem romper com a violência ou impedir que ela aconteça.

Além do Centro de Defesa, que atua em âmbito nacional, a mobilização pela luta contra a violência sexual infantil acontece também em centros sociais Marista de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. A programação específica inclui a criação da Semana Corpo e Identidade, no Centro Social Marista Ir. Henri, em Fazenda Grande, no Paraná; um sarau com roda de conversa aberto para a participação da comunidade, no Centro Social Marista Ir. Justino, em São Paulo; em Santa Catarina, acontecerá a Caminhada pela Superação da Violência, que reunirá, pelo menos, 500 crianças das seis principais escolas da região, mobilizadas pelo Centro Educacional Marista São José.

A Campanha Defenda-se - desenvolvida pelo Centro Marista de Defesa da Infância, completa quatro anos em 2018. Durante esse período, configurou-se como um projeto relevante no cenário nacional e internacional ao discutir amplamente os direitos sexuais e o enfrentamento da violência sexual contra crianças, a partir de uma linguagem acessível, amigável, preventiva e de autodefesa, temas até então pouco debatidos no país. No site da campanha, pode-se ter acesso aos 11 vídeos sobre o assunto, além de materiais educativos.

O êxito desse trabalho pode ser atestado por meio do Prêmio Neide Castanha, concedido ao projeto em 2015 e o certificado de excelência concedido pela Organização dos Estados Americanos em 2017, que gabarita a campanha a ser disponibilizada em uma biblioteca digital para 35 países.

DESTAQUES DOS EDITORES