Publicidade

Diante de mais de 44 mil torcedores, Manaus bate Caxias e obtém acesso à Série C

O sábado de 20 de Julho de 2019 será lembrado como um dia de festa no Amazonas. Primeiro, pelo acesso do Manaus à Série C do Campeonato Brasileiro. E depois por registrar o maior público da Arena da Amazônia em jogos envolvendo um time da casa. Foi o segundo maior da história do futebol local, perdendo apenas para o registrado no duelo entre São Raimundo e Sport Boys, em 1999, pela extinta Copa Conmebol.

Com uma vitória por 3 a 0 sobre o Caxias, do Rio Grande do Sul, pela Série D do Brasileiro, o time manauara fez a festa dos presentes. Foram 44.121 torcedores no estádio construído para a Copa do Mundo de 2014. E este público ficou muito próximo do que marcou presença na vitória por 2 a 0 do Vasco sobre o Flamengo, pelas semifinais do Campeonato Carioca de 2016, quando o clássico foi acompanhado por 44.419 pagantes.

Já o Caxias caiu no mata-mata do acesso à Série C pelo segundo ano consecutivo. Em 2018, os gaúchos acabaram eliminados pelo Treze-PB, em casa, após derrota por 3 a 1.

Dentro do novo formato do Campeonato Brasileiro, com a criação da Série D, este é o primeiro acesso do futebol amazonense à terceira divisão nacional. O Manaus ainda não conhece seu adversário nas semifinais, uma vez que depende da definição da colocação dos outros semifinalistas.

CURIOSIDADES - O América de Manaus chegou a ser vice-campeão da Série D em 2010, quando obteve o acesso em campo, mas acabou perdendo a vaga na terceira divisão do Brasileiro nos tribunais.

E este feito obtido pelo Manaus neste sábado também não é o "maior acesso" da história do futebol amazonense porque, em 1999, o São Raimundo subindo da Série C para a B. Naquela ocasião, o time foi vice-campeão no ano em que o Fluminense ganhou o título da terceira divisão. Mas este foi um raro acesso para o futebol amazonense, que nas décadas de 1970 e 1980 teve como principais times o Nacional e o Fast Club.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES