Publicidade
Saúde

Dias seguidos de frio extremo exigem cuidados extras. Curitiba amanhece com apenas 4ºC

Previsão mostra possibilidade de geadas até amanhã, mas marcas seguem baixas até quarta
Dias seguidos de frio extremo exigem cuidados extras. Curitiba amanhece com apenas 4ºC
(Foto: Franklin de Freitas)

A previsão do tempo é de frio extremo para quase todo o Paraná nos próximos dias.  Em Curitiba, a mínima desta sexta-feira foi de 4ºC, às 6 horas da manhã, segundo o Simepar. Em Ponta Grossa, com registro do Simepar de temperatura de 0,.9ºC, às 6h30 e sensação térmica de -2ºC. A previsão ao menos até sábado, 11, é de novas geadas atingindo as regiões desde o Oeste do Estado, Centro-Sul, Campos Gerais, parte da Grande Curitiba e avançando ainda para parte do Norte Pioneiro. As manhãs seguem com temperaturas muito baixas até pelo menos a quarta-feira.
Nestes dias de muito, é necessário cuidados extras para evitarr problemas de saúde e de segurança. Deve-se evitar improvisos para manter ambientes aquecidos, por exemplo. Muitos incêndios ou casos de queimaduras ocorrem quando se tenta improvisar aquecedores de ambiente usando álcool ou outro combustível.

Cuidados nos dias de frio
Com a queda das temperaturas a tendência é que as pessoas deixem portas e janelas fechadas por mais tempo para manter o calor dentro de casa. Mas para quem possui equipamentos a gás o cuidado precisa ser redobrado. Ambientes mal ventilados se tornam o cenário ideal para o acúmulo de um gás tóxico: o monóxido de carbono. Sem cor e sem cheiro, este gás é de difícil percepção e sua inalação pode ser fatal

Não utilize fornalhas e fornos de cozinha para esquentar o ambiente; é perigoso. Da mesma foram jamais utilize de improvisação, como queimar álcool em recipientes. Lenha, só se a casa contar com lareira bem projetada

Nos dias mais frios a hidratação é ainda mais importante. Beber líquidos é importante e que não sejam tão calóricos. A alimentação também deve ser cuidada, e de preferência alimentos saudáveis

A Sanepar orienta os moradores das cidades que registram temperaturas mais baixas e risco de geadas para que protejam os medidores e as tubulações de entrada de água de seus imóveis. O frio mais intenso pode congelar a água dentro dos hidrômetros, causar o rompimento das tubulações que ficam expostas e interromper o abastecimento. Um papelão sobre os euipamentos já ajuda

DESTAQUES DOS EDITORES