Publicidade
Campanha

Dilma Rousseff se atrasa na vinda a Curitiba

A presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, desembarca nesta sexta-feira (17) em Curitiba para tentar conquistar mais eleitores paranaenses na base do corpo a corpo. Nesta campanha, é a primeira vez que ela vem à capital. E a petista chegará com atraso em relação à programação de campanha na cidade.

A assessoria da candidata previa que ela estaria em Curitiba às 13 horas para uma caminhada pelo Centro da cidade, junto a aliados como os senadores Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT), o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), e o ex-senador Osmar Dias (PDT). Contudo, às 13 horas ela havia encerrado uma entrevista coletiva em Florianópolis (SC), a 300 km da capital paranaense. Às 13h03, o Twitter do PT escrevia: "Dilma deixa ato com catarinenses e vai para Curitiba. Às 13h55, o deputado federal Dr. Rosinha postou em seu Twitter: "O avião da presidenta Dilma está desembarcando neste momento em Curitiba. E a praça Santos Andrade lotada!"

Em contrapartida, militantes do PT lotaram a praça Santos Andrade desde as 12 horas desta sexta-feira. No começo, pelo menos 300 pessoas estavam na praça. Estimativas posteriores indicavam 5 mil pessoas.

Reversão

No primeiro turno, Dilma teve votação bem abaixo da do rival, Aécio Neves (PSDB), entre o eleitorado do Paraná. A petista somou 32,54% dos votos para a presidência no Estado, contra 49,79% do tucano. A ideia da campanha era promover um encontro dela com o povo paranaense para tentar reverter o quadro na disputa do segundo turno das eleições.

Outro que acompanha Dilma em Curitiba é o vice-presidente Michel Temer (PMDB), que novamente concorre à vide-presidência ao lado da petista. Depois da caminhada, ele vai falar à a imprensa na sede do Diretório Estadual do PMDB. Entre os assuntos em pauta, a campanha presidencial e a situação do partido no Paraná.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES