Publicidade
Mercado da bola

Diretoria do Paraná não descarta venda de Jhonny Lucas para a Europa

Jhonny Lucas
Jhonny Lucas (Foto: Geraldo Bubniak)

A diretoria do Paraná Clube tentou, mas não conseguiu negociar o volante Jhonny Lucas, de 18 anos, com o futebol europeu. Mesmo assim, a diretoria não descarta essa hipótese. Os dirigentes preferem isso a negociar com o futebol brasileiro – o jogador está na mira do Vasco.

“Nossa prioridade no Paraná é outra operação com o Johnny. Se isto não evoluir, estaremos abertos a propostas oficiais, o que ainda não ocorreu”, disse Mário André Mazzuco, diretor de futebol do Paraná, ao jornal ‘Extra’. O dirigente admite que o Vasco está tentando levar o jogador, mas rechaçou que tenha ocorrido uma oferta concreta.

Na última semana, o presidente do Paraná, Leonardo Oliveira, foi para a Europa para negociar o jogador. O alvo principal era o Atlético de Madri. Ainda havia uma possibilidade de um time da Itália e um de Portugal. Mas nada se confirmou.

Ciente da situação de Jhonny Lucas, o Vasco voltou à carga e, segundo a imprensa do Rio de Janeiro, pretendia fechar tudo nesta semana – possivelmente na quarta-feira (19), mas isso ainda não ocorreu.

Na negociação, o impasse é quanto à forma de pagamento. O Paraná Clube desejava receber dinheiro pelos direitos econômicos do jogador – e até por isso priorizou a ida dele ao futebol europeu. O clube carioca, por sua vez, pretende fazer uma troca por outros jogadores com direitos ligados ao Vasco, como o lateral-direito Rafael Galhardo, o zagueiro Jomar e o meia Guilherme Costa.

Jhonny Lucas, de 18 anos, destacou-se no Brasileirão, apesar da má campanha do Paraná – que acabou rebaixado e em último lugar. O jogador já treinou com a seleção principal e tem passagens pela Seleção Brasileira Sub-20 – embora tenha ficado de fora da convocação para o Sul-Americano da categoria, em janeiro. Antes mesmo do fim do Brasileirão, o técnico do Paraná, Dado Cavalcanti, já estava conformado com a perspectiva de ficar sem o jogador para 2019.

DESTAQUES DOS EDITORES