Publicidade
Economia

Dólar bate R$ 3,92 após Turquia anunciar tarifas aos EUA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O dólar volta ao patamar de R$ 3,90 e a Bolsa brasileira 2% nesta quarta-feira (15), com novas tensões entre Turquia e Estados Unidos voltando ao radar após Istambul anunciar tarifas a produtos americanos.

O dólar comercial subia 1,55% às 12h (horário de Brasília), cotado a R$ 3,928. O Ibovespa, índice que reúne as ações mais negociadas, caía 2%, para 77.041,57 pontos.

Das 24 moedas emergentes, 19 perdiam força em relação à divisa americana. A lira turca, no entanto, lidera as valorizações, avançando 6,33%, no segundo dia consecutivo de alta, após chegar a cair mais de 8% no início da semana. 

"Hoje, com a retaliação dos turcos, as preocupações voltaram", afirmou o diretor da consultoria financeira Via Brasil Serviços, Durval Correa.

A Turquia dobrou nesta quarta as tarifas sobre algumas importações americanas, incluindo álcool, carros e tabaco. O movimento de Ancara é uma retaliação aos Estados Unidos, que também anunciaram elevação de tarifas ao país como forma de pressionar pela soltura do pastor americano Andrew Brunson, detido na Turquia acusado de tentativa de golpe contra o governo local em 2016. 

O movimento de recuperação da lira é isolado e reflete em parte as medidas de liquidez que o banco central turco anunciou para sustentar a moeda.

"Contra emergentes chama atenção a valorização da Lira turca. Medidas para restringir venda a descoberto da moeda pelos bancos ajuda", escreveu a Guide Investimentos em relatório.

Lá fora, as Bolsas pelo mundo operam no vermelho. O Dow Jones principal índice de Nova York, cai 1,2%, enquanto o S&P 500 perde 1,28%.

Na Europa, os maiores mercados caem com força. A Bolsa francesa recua 2%, a alemã perde 1,8% e a britânica opera em baixa de 1,68%.

DESTAQUES DOS EDITORES