Publicidade
Projetos viários impactam moradores do Norte e do Oeste da Capital

Duas obras vitais para Curitiba têm novidades nesta semana

Linha Verde Norte tem novo trecho liberado; Manoel Ribas está 90% concluída
Duas obras vitais para Curitiba têm novidades nesta semana
Linha Verde teve novo trecho liberado (Foto: Franklin de Freitas)

Duas importantes obras viárias em andamento em Curitiba estão com novidades nesta semana. Um novo treccho da Linha Verde Norte foi liberada para o tráfego e, em Santa Felicidade, a revitalização da Avenida Manoel Ribas entra na fase de conclusão, cinco meses antes do prazo.
Os trabalhos de revitalização da Manoel Ribas estão com as obras 90% finalizadas e devem ser concluídas cinco meses antes do prazo, em cerca de 40 dias. “São R$ 20 milhões em investimento que garantem asfalto novo de qualidade, ciclovias e nova iluminação, um compromisso assumido pelo prefeito Rafael Greca, que pediu que eu acompanhasse de perto”, detalhou o prefeito em exercício, Eduardo Pimentel, que é secretário de Obras Públicas e Infraestrutura, e que ontem fez uma vistoria das obras acompanhado de vereadores.
A Manoel Ribas terá novo pavimento, calçadas com rampas de acesso a cadeirantes, ciclovia, além de obras de drenagem e paisagismo, com o plantio de 400 espécies nativas de árvores ao longo de 3,1 quilômetros no trecho que vai desde o Contorno Norte (PR-418) até a Rua Madre Clélia Merloni. 
A obra vai beneficiar os moradores que vivem nos 12 bairros da Regional Santa Felicidade, além de melhorar a ligação com o município de Campo Magro e com as demais cidades vizinhas pelo acesso do Contorno Norte.
Linha Verde
Mais um trecho definitivo da revitalização da Linha Verde Norte, sentido Tarumã (Sul), foi liberado para o trânsito na sexta-feira passada. Além disso, desde ontem um novo desvio, no sentido Atuba (Norte), foi implantado para permitir o avanço da obra.
O trecho liberado é de 2,7 quilômetros, nas três pistas marginais que ficam entre a Rua Ingabaú e a trincheira da Rua Gustavo Rattman, entre o Bairro Alto e o Bacacheri.
 

DESTAQUES DOS EDITORES