Publicidade
Campeonato Paranaense

Em clássico eletrizante, Paraná vence o Coritiba por 3 a 2

De um lado, o Coritiba jogava em casa, tinha o retorno de jogadores importantes e vinha de uma vitória convincente na rodada anterior. O Paraná tinha três desfalques, havia perdido o jogo anterior e estava fora de casa. No confronto neste domingo (24), no estádio Couto Pereira, a máxima clássico é clássico se fez presente. O Paraná se esqueceu de seus problemas e venceu por 3 a 2.

Em termos de tabela, o clássico, válido pela 5ª rodada do segundo turno do Campeonato Paranaense, atrasou o Coritiba – estagnado com 8 pontos – e beneficiou Londrina e Atlético. O primeiro derrotou o Arapongas por 3 a 2 e foi a 15 pontos. O segundo bateu o Cianorte por 2 a 1 e foi a 13 pontos. O Paraná, por sua vez, está com 8. Faltam seis rodadas para o fim do returno. O campeão este disputa a final do Estadual contra o Coritiba, que conquistou o primeiro turno. Se o time coxa-branca faturar também o returno, será campeão estadual por antecipação.

Com o triunfo, o Paraná encerrou um tabu que beirava os 17 anos de duração. A última vez em que a equipe venceu o Coritiba no Couto Pereira foi em julho de 1996 – 1 a 0, gol de Ricardinho, nas finais do Estadual daquele ano.

O Coritiba perdeu a invencibilidade no Estadual deste ano. E sofreu também a primeira derrota em casa em jogos pelo Paranaense desde 2009. O último revés no Couto Pereira pela competição foi em 19 de abril daquele ano, quando o time levou 1 a 0 do Iraty.

Até esse jogo, os técnicos Marquinhos Santos, do Coritiba, e Toninho Cecílio, do Paraná, ostentavam invencibilidade em clássicos. Agora, Toninho passa a somar cinco jogos sem perder para os dois rivais locais. Até agora, são duas vitórias e três empates. Marquinhos, por sua vez, tinha uma vitória e um empate. Amarga uma derrota pela primeira vez.

O Coritiba volta a campo na quarta-feira (27), quando duela com o Nacional, em Rolândia. No dia seguinte (28), o Paraná recebe o Operário no Ecoestádio Janguitio Malucelli.

Jogo

O Coritiba corria risco de ficar sem o volante Willian (sentiu dores musculares na sexta-feira, 22) e o meia Alex (contraiu uma virose na quarta-feira, 20). Mas ambos se recuperaram a tempo para jogar. Além disso, o meia Robinho, que havia cumprido suspensão, voltava ao time, que entrou em campo no 3-5-2. No lado do Paraná, havia os desfalques do zagueiro Anderson, do volante Zé Luís e do atacante Luisinho, todos suspensos. Os respectivos substitutos eram Alex Bruno, Júnior Capixaba e Júlio César.

No primeiro lance do jogo, a 3 minutos, os três atacantes do Paraná bateram de frente com os três zagueiros do Coritiba e levaram a melhor. Júlio César ganhou de Chico e cruzou para Reinaldo se desgarrar de Pereira e marcar 1 a 0. Em seguida, porém, Reinaldo sentiu uma lesão e deixou o campo, para entrada de Morales.

A partir daí, o Paraná não deixou mais o rival jogar. Ajudava o fato de que os pontas Júlio César e Carlinhos fechavam o meio-campo. O time ainda levava perigo em jogadas com os laterais Ângelo e Gilton, que tinham espaço para avançar. O Coritiba, por sua vez, dependia de Alex para criar alguma coisa.

Percebendo a situação, o técnico Marquinhos Santos desfez o 3-5-2, ordenando que Chico atuasse como volante e prendendo os alas Gil e Eltinho à defesa. Neste 4-4-2, o time até ensaiou uma evolução, mas aos 36 minutos o Paraná marcou o segundo gol, com Morales finalizando quase na pequena área. Até o fim da etapa, o time de Tonhinho criou mais quatro chances de gol e os coxas-brancas, duas. E cada técnico fez uma substituição. No time da casa, o meia Lincoln entrou no lugar do zagueiro/volante Chico. No visitante,  Ricardo Conceição, machucado, deu lugar a Borges.

Estamos errando algumas bolas e tomamos um gol muito cedo. A equipe se apavorou e começou a forçar jogadas, analisou o zagueiro coxa-branca Pereira. Falei antes do jogo que a gente iria para cima deles. Temos que pensar grande e continuar jogando dessa maneira, falou o volante Ricardo Conceição, do Paraná.

Na segunda etapa, o Coritiba voltou com Arthur no lugar de Júlio César e Alex mais adiantado, como um terceiro atacante. Neste 4-3-3, o Coritiba equilibrou o jogo. E igualou o placar graças ao agora atacante. Ele não só cobrou duas faltas com muito perigo como fez dois gols de cabeça, ao estilo centroavante clássico, aos 6 e aos 21 minutos.

Um minuto após o segundo gol, porém, o Coritiba esfriou a reação. Pereira deu uma entrada dura em Ângelo e levou o cartão vermelho direto. Com um jogador a menos, Marquinhos Santos postou Willian como zagueiro e Robinho como primeiro volante. Em seguida, Toninho trocou o atacante Júlio César pelo meia Rubinho, trocando o 4-3-3 pelo 4-4-2.

As duas trocas acabaram decidindo o jogo. Willian, com zagueiro, errou um passe ao tentar sair jogando. Rubinho ficou com ela, avançou e chutou de fora da área para marcar 3 a 2, aos 33 minutos. O Coritiba tentou mudar o time ao colocar o lateral Patric em vez do meia Robinho, aos 36 minutos. Com isso, Gil passou a atuar no meio-campo. O time pressionou, mas o Paraná conseguiu segurar a vitória.

 

Coritiba 2 x 3 Paraná

Coritiba

Vanderlei; Leandro Almeida, Pereira e Chico (Lincoln); Gil, Willian, Robinho (Patric), Alex e Eltinho; Rafinha e Júlio César (Arthur). Técnico: Marquinhos Santos

Paraná

Luís Carlos; Ângelo, Alex Bruno, Alex Alves e Gilton; Júnior Capixaba (Rubinho), Ricardo Conceição e Lúcio Flávio; Julio César, Reinaldo (Morales) e Carlinhos. Técnico: Toninho Cecílio

Gols: Reinaldo (3-1º), Morales (36-1º), Alex (6-2º e 21-2º), Rubinho (33-2º)

Cartões amarelos: Júnior Capixaba, Gil, Leandro Almeida, Júlio César, Robinho, Rafinha

Expulsão: Pereira (22-2º)

Árbitro: Rafael Traci

Renda: R$ 158.309

Público: 10.407 (pagante), 12.640 (total)

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba, domingo, às 16 horas

 

Lances do jogo

Primeiro tempo

3 – Gol do Paraná. Júlio César avança em cima de Chico, vai à linha de fundo e cruza da direita do ataque. Reinaldo domina, gira e fuzila Vanderlei

9 – Gilton avança desde seu campo e chuta cruzado, de fora da área. A bola sai à esquerda

11 – Alex cobra falta e manda por cima do gol

13 – Ricardo Conceição arrisca de longe e manda por cima

17 – Gil aproveita sobra da defesa e chuta com efeito, no canto esquerdo. Luis Carlos voa na bola e põe para escanteio. Após a cobrança, Eltinho cruza e Chico cabeceia com perigo, mas por cima

22 – Gilton cruza da esquerda e Morales desvia.Chico trava o lance na hora H e evita o gol

24 – Gilton domina na esquerda e, em vez de cruzar, chuta direto a gol. Vanderlei defende

26 – Morales recebe livre na área, dribla Vanderlei, perde o ângulo e cruza. Carlinhos finaliza de cabeça e Vanderlei pega

27 – Alex Bruno sai jogando errado. Alex fica com a bola lança Rafinha, que cai ao entrar na área. O árbitro nada marca

29 – Alex cobra falta e manda por cima do gol

31 - Alex bate falta rapidamente. Júlio César dribla Alex Alves e, do bico da pequena área, chuta para fora

32 – Júlio César recebe  de Gil e chuta com curva, mas para fora

34 – Eltinho avança com a bola e dispara de fora da área. A bola passa rente à trave direita e sai

36 – Gol do Paraná. Lúcio Flávio cobra falta e acerta a barreira. Gilton, na área, domina e chuta. A bola bate em Pereira e sobra para Morales, de carrinho, mandar para dentro

42 – Ângelo cruza. Morales se antecipa a Pereira, gira e chuta. O zagueiro põe para escanteio

43 – Júlio César domina e chuta de fora da área. A bola bate na zaga do Coritiba e leva perigo, mas sai

44 - Lúcio Flávio cobra escanteio. A bola passa por toda a área. Júlio César chuta cruzado e Vanderlei faz grande defesa. Após novo escanteio, Lucio Flávio dribla Gil e cruza. Alex Alves finaliza. A bola bate em Carlinhos e não entra

47 – Alex cobra falta para a área. Lincoln fuzila de cabeça e Luís Carlos salva o gol

49 – Willian aproveita rebote da defesa e bate de longe, com perigo, mas por cima

 

Segundo tempo

2 – Alex cobra falta. Luís Carlos toca nela e põe para escanteio

3 – Carlinhos dá um drible-da-vaca em Gil e bate forte. Vanderlei espalma

10 – Gol do Coritiba. Gil recebe de Lincoln e cruza. Alex sai da marcação de Alex Bruno, sobe à frente de Borges e cabeceia à direita do goleiro

12 – Alex cobra falta perto da área. Luís Carlos toca na bola, que ainda bate no travessão

16 – Rafinha recebe lançamento longo e cruza. Arthur finaliza e Luis Carlos pega

21 – Gol do Coritiba. Rafinha cruza da direita. Alex escapa de Borges e sobe e cabeceia à direita do goleiro

27 – Lincoln cobra falta para a área. Alex cabeceia para fora

28 – Rafinha cruza da esquerda e Arthur finaliza com perigo, mas para fora

33 – Gol do Paraná. Willian erra passe na saída de jogo. Rubinho domina, avança, dispara de fora da área e manda no canto direito

39 – Lincoln sofre falta perto da área. Alex cobra e Luís Carlos defende no ângulo

40 – Após confusão na área do Paraná, Alex Bruno toca na bola e quase marca contra

41 – Gil aproveita sobra da defesa e bate de longe, mas por cima

43 – Alex cobra falta e Luís Carlos pega no canto direito

46 – Rubinho recebe de Carlinhos e chuta no canto. Vanderlei pega

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES