Publicidade
Campeonato Paranaense

Em crise, Paraná prega ‘cabeça gelada e coração quente’ contra o Cascavel CR

O técnico Dado Cavalcanti, do Paraná Clube: "Vamos ver quem está pronto para enfrentar um desafio pela frente”.
O técnico Dado Cavalcanti, do Paraná Clube: "Vamos ver quem está pronto para enfrentar um desafio pela frente”. (Foto: Valquir Aureliano)

“Cabeça gelada e coração quente”. É esse o discurso do Paraná Clube, que vive uma crise e neste domingo (24) tem que encarar o Cascavel CR, na Vila Capanema. O jogo será num horário pouco usual para um domingo – 20 horas – e é válido pela 4ª rodada da Taça Dirceu Krüger, o segundo turno do Campeonato Paranaense.

Nos últimos dias, o ambiente na Vila Capanema tem sido turbulento. O diretor de futebol, o ex-goleiro Marcos, pediu demissão porque se sentia desrespeitado e porque havia batido boca com um jogador (não citou o nome) que ele não queria no elenco. Para piorar, o time perdeu os dois últimos jogos no Estadual. No último domingo (17), caiu diante do Rio Branco (1 a 0), na ocasião o segundo pior time do Campeonato. Na quinta (21), foi derrotado pelo Cianorte (2 a 1), de virada, em plena Vila Capanema – e o time da casa ainda perdeu um pênalti quando o jogo estava 0 a 0.

“Num clube como o Paraná é importante ter maturidade. Tem que ter cabeça gelada e coração quente”, disse o técnico Dado Cavalcanti, sobre o ambiente do clube. “A gente tem consciência da pressão, que só vai diminuir através de resultados, conquistas, vitórias. Não temos nem tempo de treinamento para o jogo, vai na identificação mesmo”.

Para este domingo, Dado não poderá contar com o lateral Guilherme Santos, expulso na última quinta-feira. A tendência é que Juninho entre na posição. O treinador ainda tem dúvidas se vai manter o esquema do jogo anterior, um 4-4-2 que até então não tinha sido usado na competição. Ele não descarta mudanças, no sentido de escalar jogadores que estejam menos abalados. “Não tem tempo para nada, nem para lamentar. Tem que levantar poeira, juntar nossos cacos, ver quem está pronto para enfrentar um desafio pela frente”.

Na Taça Dirceu Krüger, os times jogam dentro dos grupos. O Paraná está em 5º lugar no rgupo B, com 3 pontos, enquanto há quatro times – Coritiba, Rio Branco, Cianorte e o próprio FC Cascavel – com seis pontos. Faltam duas rodadas. Na rodada final, no dia 31 de março, o adversário do Paraná será o Coritiba, em partida marcada para o estádio do Pinhão, em São José dos Pinhais.

 

PARANÁ CLUBE x CASCAVEL CR
Paraná: Alisson; Eder Sciola, Rodolfo, Leandro Almeida e Juninho; Jefferson Lima e Itaqui; Alejandro e Alesson; Andrey e Jenison. Técnico: Dado Cavalcanti
Cascavel CR: Marcos Paulo; Everaldo, Castro, Vitor e Japa; Hildo e Djair; Gomes, Elenilson (Sassá) e Taylan (Ronaldo); Pedro (Rafael Castro). Técnico: Allan Aal
Árbitro: Leonardo Sígari Zanon
Local: Vila Capanema, em Curitiba, domingo, às 20 horas

DESTAQUES DOS EDITORES