Publicidade

Em encontro fora da agenda, Onyx tem almoço com Toffoli

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Em um encontro fora da agenda oficial, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, almoçou nesta terça-feira (12) com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), José Dias Toffoli.

Os dois se reuniram em um restaurante no Lago Sul, região nobre da capital federal. Na saída, surpreendidos por veículos de imprensa, disseram que o encontro teve como objetivo apenas aprimorar o diálogo entre o Executivo e o Judiciário.

Segundo um assessor do governo, no entanto, o almoço foi marcado para que fosse apresentado a Toffoli os principais pontos do texto da reforma previdenciária, que deve ser finalizado até o final desta semana para ser encaminhado ao Legislativo.

A proposta anterior, apresentada pelo ex-presidente Michel Temer, sofreu resistências tanto no Judiciário como no Ministério Público, o que contribuiu com o seu fracasso. Para evitar uma nova derrota, o Palácio do Planalto já iniciou a costura de apoios.

"A ideia é de ter uma harmonia, um diálogo e um respeito entre os poderes. Evidentemente, que isso não significa que tudo o que for aprovado o Supremo vai chancelar", ressaltou Toffoli.

Segundo Onyx, durante o almoço, o presidente Jair Bolsonaro falou ao telefone com o presidente da Suprema Corte. A intenção é de que seja marcado um novo encontro entre Bolsonaro e Toffoli quando ele receber alta médica.

"Ele conversou com o ministro Toffoli e ficou muito satisfeito que esse diálogo estava aberto e a ideia que nós temos é de unir o Brasil inteiro", disse Onyx.

O ministro da Casa Civil disse ainda que a conclusão do texto da reforma irá depender da recuperação do presidente. A expectativa é de que ele deixe já nesta quarta-feira (13) o hospital Albert Einstein, em São Paulo, e embarque para Brasília.

"Ele que vai dar a última palavra. Ele levou os modelos e vai trazer para a gente a sua opinião. E a equipe técnica, em poucos dias, resolve", afirmou Onyx.

Até o fim da manhã desta terça-feira (12), a agenda pública do ministro da Casa Civil não havia sido divulgada. Após a insistência da imprensa, a assessoria de Onyx informou os seus compromissos do dia, mas sem incluir o almoço com Toffoli.

O encontro só foi incluído na agenda quando a reunião já tinha começado e a imprensa estava no local. A Casa Civil, contudo, não divulgou nem o restaurante nem a razão do almoço. Na agenda de Toffoli, o compromisso foi registrado pela manhã de maneira genérica, sem maiores detalhes.

Perguntado pela reportagem o motivo do almoço não ter sido informado, Onyx negou se tratar de uma agenda secreta. "Como não estava [na agenda]? Claro que foi publicado", disse.

Mesmo com a insistência pelos veículos de imprensa de que o compromisso não foi tornado público pela Casa Civil, ele manteve a sua versão. "Foi divulgado desde o inicio, porque sempre utilizamos de absoluta transparência", respondeu.

DESTAQUES DOS EDITORES