Publicidade
Exterior

Em Londres, Trump critica premiê britânica e boneco inflável que debocha dele

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente americano, Donald Trump, criticou duramente o plano da premiê Theresa May para a saída do Reino Unido da União Europeia (o "brexit"), elogiou o agora ex-chanceler Boris Johnson e demonstrou mágoa com a autorização para que um boneco gigante inflável que retrata o mandatário sobrevoe Londres.

Em entrevista ao tabloide britânico The Sun, o americano afirmou que a proposta de May de um "brexit light", em lugar de um afastamento rápido e duro, representa o fim de um possível acordo de livre-comércio no futuro entre EUA e Reino Unido.

A proposta apresentada na semana passada pela primeira-ministra prevê um acordo de livre-comércio com a Europa para bens e produtos agrícolas.

Para Trump, esse plano significaria que os EUA continuariam a lidar com a União Europeia, e não diretamente com o Reino Unido, o que inviabilizaria qualquer acordo comercial entre os países.

"Já estamos brigando com a União Europeia porque ela não trata os EUA de forma justa no comércio exterior."

A decisão de May provocou a revolta de parte dos seus correligionários e a saída de seus secretários: o responsável pelo "brexit", David Davis, e o chanceler Boris Johnson.

Para Trump, Johnson seria "um grande primeiro-ministro". O ex-chanceler criou polêmica no início do mês passado, quando, em um evento a portas fechadas, afirmou que Trump seria melhor que May em negociação do "brexit".

"Imagine Trump fazendo o 'brexit'. Ele seria muito duro. Aconteceria todo tipo de fracasso, todo tipo de caos. Todo mundo pensaria que ele enlouqueceu. Mas na verdade você poderia chegar a algum lugar. É um pensamento muito, muito bom", disse Johnson na gravação obtida pelo site BuzzFeed.

Balão inflável que representa o presidente americano, Donald Trump, em Londres Simon Dawson - 26.jun.2016/Reuters Balão inflável que representa o presidente americano, Donald Trump, em Londres    Na entrevista ao Sun, Trump disse que adotaria uma tática muito diferente da adotada por May, mas que ela não o ouviu.

"Ela deveria negociar da melhor maneira que sabe. Mas é muito ruim o que está acontecendo."

O presidente americano, que vai se encontrar nesta sexta-feira (13) no castelo de Windsor com a rainha Elizabeth 2ª, reclamou ainda da decisão da Prefeitura de Londres de autorizar o voo na cidade de um balão de seis metros de altura que retrata ele usando fralda.

Trump afirmou que vai se manter longe da capital britânica para não ter de lidar com os protestos nesta sexta que podem reunir 200 mil pessoas.

"Eu acho que, quando eles colocam balões para me fazer sentir indesejável, não há razão para eu ir a Londres."

 

DESTAQUES DOS EDITORES