Publicidade
Crise do Coronavírus

Em meio à pandemia, 8,5 mil estudantes migraram da rede particular para a pública de ensino no Paraná

(Foto: Hedeson Alves/SEED)

O Governo do Paraná criou nesta sexta-feira (26 de junho) um comitê que criará o protocolo para reabertura das salas de aula no Paraná. Para que o retorno das atividades presenciais seja possível, entretanto, será necessária adequação das escolas, não só com relação ao novo formato de ensino a ser adotado, mas também para que seja possível atender um número maior de alunos do que o previsto para este ano.

Segundo a Agência Estadual de Notícias (AEN), apenas durante o período da pandemia, 8.523 alunos migraram do ensino particular para o público - no caso, da rede particular para escolas estaduais.

“Se de fato esses alunos permanecerem no ensino público após a pandemia, vamos ter que fazer um novo redimensionamento de salas de aula, professores, funcionários e, claro, do orçamento da educação”, afirma o chefe da Casa Civil, Guto Silva.

Em reunião nesta sexta, inclusive, um dos assuntos abordados pelo governo estadual junto com representantes de sindicatos de escolas particulares foi a preocupação com a situação das escolas privadas, que geram milhares de empregos, assim como com as dificuldades financeiras enfrentadas por muitas famílias nesse período.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES