Publicidade

Em Salvador, reservas do Cruzeiro tentam encerrar jejum de vitórias no Brasileiro

De olho na Copa Libertadores, o Cruzeiro aposta nos reservas para encerrar um jejum de sete jogos sem vitórias no Campeonato Brasileiro. A equipe formada por suplentes e jovens enfrenta o Bahia neste sábado, às 17 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, em duelo da 11ª rodada da competição.

Com a proximidade do duelo mais importante do ano até aqui, contra o River Plate, na próxima terça-feira, na Argentina, pelas oitavas de final da Libertadores, o técnico Mano Menezes vai preservar seus principais atletas e, assim, são os reservas que estão incumbidos de dar fim à série negativa no torneio nacional.

Se na Copa do Brasil o Cruzeiro é o atual bicampeão e está na semifinal pela quarto ano consecutivo depois de eliminar o arquirrival Atlético-MG, no Brasileirão a equipe mineira não vence desde a terceira rodada, quando fez 2 a 1 no Goiás, no começo de maio.

Com o início ruim na competição, o time de Mano Menezes soma apenas nove pontos e é o primeiro dentro da zona de rebaixamento, o que fez o alerta ser aceso, em que pese o pequeno número de jogos já disputados. Assim, o Cruzeiro não pode desdenhar do confronto diante do time baiano.

Os poucos treinamentos como preparação para o duelo em Salvador indicaram que Mano vai utilizar um time inteiro composto por reservas, incluindo quatro atletas oriundos das categorias de base: o zagueiro Cacá, o lateral-direito Weverton, o volante Éderson e o meia Maurício.

"Eles (jovens) têm total confiança e amizade de todos para fazer o melhor, errando e acertando, mas com respaldo para fazer o melhor, arriscar. Vamos tentar fazer o nosso melhor no sábado, independentemente se tem 500 jogos ou 200 jogos como profissional", afirmou o goleiro Rafael, o escolhido para defender a meta cruzeirense neste sábado.

Da provável escalação em Salvador, apenas o volante Ariel Cabral tem atuado entre os titulares nos últimos jogos e foi desfalque da última partida diante do Atlético-MG. Seu parceiro no meio deve ser Jadson, que, apesar de não ser titular, ganhou a confiança de Mano e tem jogado com frequência. No ataque estarão David e Sassá.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES