Publicidade
Clima

Em tempo de calor, hora de verificar o ar-condicionado

Especialista explica os mitos e verdades sobre o equipamento e como aproveitá-lo bem
Em tempo de calor, hora de verificar o ar-condicionado

Os dias quentes devem ser mais frequentes, já que o verão começa em menos de um mês (dia 21 de dezembro). Nesta época, uma das formas de superar o clima abafado dentro de casa ou no trabalho é ligar o ar condicionado, aparelho cada vez mais acessível para o brasileiro, inclusive em Curitiba. Mas, apesar desta popularização, ainda existem alguns mitos sobre estes produtos.
Antes de escolher entre um aparelho de 7 mil ou 12 mil BTUs, por exemplo, é preciso observar se bate muito sol no ambiente e quantas pessoas vão circular por lá, explica o engenheiro mecânico Ariel Gandelman, mestre em Engenharia Mecânica e presidente do braço estudantil da Ashrae Paraná (sigla em inglês para Sociedade Americana de Aquecimento, Refrigeração e Ar Condicionado).
Além disso, os produtos com tecnologia inverter, que têm um custo um pouco mais alto, podem compensar quando chega a fatura de energia elétrica. Segundo Ariel, eles podem consumir até 30% menos do que os convencionais.
Outra dica importante é na hora de regular a temperatura do ar condicionado: Ao escolher 18°C o ambiente não vai gelar mais rápido e nem melhor. Na verdade, ocorre o contrário, o aparelho nunca consegue atingir temperaturas tão baixas e fica na potência máxima sem desligar. O ideal é entre 21 e 26°C, conta o engenheiro. E o que muita gente também não sabe, é que o ar condicionado tipo Split não faz a renovação de ar do ambiente. Ao invés de fechar portas e janelas, é preciso manter uma fresta aberta para garantir a circulação, alerta Gandelman.
Para quem quiser saber mais sobre este assunto, a Ashrae organizou uma visita técnica, amanhã, a partir das 17h30. O evento vai acontecer no Shopping Água Verde e os participantes vão conhecer mais sobre ar condicionado central.



Publicidade

Veja também