Publicidade
Data-base

Esposas de PMs e policiais da reserva ameaçam fechar quartéis por reajuste, alerta deputado

PMs: no último dia 6, sete entidades representantes da categoria cobraram resposta do governo sobre data-base
PMs: no último dia 6, sete entidades representantes da categoria cobraram resposta do governo sobre data-base (Foto: PM/divulgação)

O deputado estadual Requião Filho (MDB) afirmou hoje que esposas de policiais militares e PMs da reserva pretende aderir à greve dos servidores públicos, no próximo dia 25, fechando os quartéis da corporação em protesto pelo pagamento do reajuste salarial de 4,94% referente à data-base da reposição anual do funcionalismo. Segundo ele, essa seria a estratégia adotada pela categoria diante da falta de resposta do governo sobre a reivindicação da categoria. Por lei, policiais militares não podem participar de greves.

“Dia 25, vamos ter algo inédito no Paraná: fecha quartel. As esposas de nossos policiais, o pessoal da reserva estão querendo fechar os quartéis”, disse Requião Filho. “Não é mais hora de diálogo. É hora de sim ou não”, cobrou ele.

Segundo o parlamentar, a estratégia tem o apoio das entidades que representam os policiais, como a Associação de Defesa dos Direitos dos Policiais Militares Ativos Inativos e Pensionistas (AMAI), e da Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Paraná (Assofepar). No último dia 5, sete dessas entidades divulgaram nota afirmando que “o descaso com a categoria é algo inaceitável, principalmente com o atraso no pagamento da data-base”.

Leia mais no blog Política em Debate.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES