Publicidade
SUPREMO

Fachin justifica decisão sobre prisão de Meurer

O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), divulgou, ontem, uma nota de esclarecimento com detalhes sobre a tramitação do caso do ex-deputado federal paranaense Nelson Meurer (PP), que morreu no último domingo, após contrair covid-19 na Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão (região Sudoeste).
O ministro afirma que negou a revisão do regime de cumprimento de pena porque o presídio informou que não havia superlotação ou registros de casos de contaminação pelo novo coronavírus. A administração da unidade também teria afirmado que contava com equipe de saúde própria para atender os detentos. “Com pesar, recebemos informação do falecimento do ex-deputado Nelson Meurer, ocorrido na data de 12.7.2020, motivado pela COVID-19. Expressamos antes de tudo o devido respeito ao luto”, escreveu.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES