Publicidade

Fifa decide que Cardiff City deve pagar 6 milhões de euros por Sala

A Fifa anunciou nesta segunda-feira decisão que obriga o Cardiff City a pagar 6 milhões de euros (cerca de R$ 27 milhões) ao Nantes pela contratação do argentino Emiliano Sala, que morreu em acidente aéreo quando viajava da França ao País de Gales para se apresentar ao clube britânico. O time francês havia negociado o jogador por 15 milhões de libras, quase 17 milhões de euros na cotação atual (R$ 77 milhões).

A decisão foi tomada pelo Comitê do Estado dos Jogadores em reunião realizada no dia 25, quarta-feira da semana passada. Mas foi anunciada somente nesta segunda. "O Comitê do Estado dos Jogadores da Fifa estabeleceu que o Cardiff City FC deve pagar ao FC Nantes a soma de 6 milhões de euros, o que corresponde à primeira parcela do acordo, segundo as regras de transferência", registrou a Fifa, em comunicado.

Os dois clubes já foram notificados, segundo a entidade. Mas ainda não se manifestaram sobre a decisão. Os times têm um prazo de dez dias para requisitarem cópia da decisão. Eles podem vir a apelar contra a decisão junto à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês).

A Fifa entrou na intermediação da disputa entre os dois clubes em fevereiro, quando o Nantes fez reclamação formal contra o não pagamento da primeira parcela da transferência do jogador. O Cardiff se recusava a pagar o valor de 6 milhões de euros após o acidente aéreo que matou Sala.

Em agosto, a Fifa se manifestou publicamente cobrando uma conciliação entre os dois clubes, o que não aconteceu. Por isso, o caso foi direcionado ao Comitê do Estado dos Jogadores.

O atacante Emiliano Sala morreu no fim de janeiro em acidente que ainda está sendo investigado pelas autoridades. Contratado pelo Cardiff, o jogador de 28 anos viajava de Nantes para se juntar ao seu novo clube quando a aeronave particular que o transportava desapareceu do contato com os radares da ilha de Guernsey, em 21 de janeiro.

Sala estava no Nantes desde 2015, tendo passado por outros clubes da França na sua carreira profissional. Naquela que seria a maior transação da sua história, o Cardiff iria adquiri-lo por 15 milhões de libras. O clube, na época, ainda disputava o Campeonato Inglês - foi rebaixado para a segunda divisão ao fim da temporada.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES