Publicidade
Campeonato Carioca

Flamengo vence Fluminense com dancinha e ataque milionário inspirado

Jogadores do Flamengo comemoram gol em cima do Fluminense
Jogadores do Flamengo comemoram gol em cima do Fluminense (Foto: Divulgação / Flamengo)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Flamengo venceu o Fluminense por 3 a 2 neste domingo (24) no Maracanã e garantiu a segunda colocação do Grupo C da Taça Rio. O resultado só foi possível porque o milionário ataque do Rubro-negro estava inspiradíssimo. Bruno Henrique, que custou R$ 23 milhões, marcou duas vezes e deu assistência para Gabigol, que tem salário de R$ 1 milhão. Dodi e João Pedro descontaram para o Tricolor.

Nas comemorações a dupla mostrou gingado e dançaram ao ritmo de Nego Ney nos três gols da equipe. Verdade seja dita, o triunfo parcia ser mais tranquilo após o Fla abrir 3 a 0 no placar. A reaçaõ do Tricolor, no entanto, deixou os minutos finais com clima de tensão.

Com os resultados, o Flamengo encara o próprio Fluminense na semifinal da Taça Rio - o outro duelo será entre Bangu e Vasco.

O Flamengo foi muito superior ao Fluminense e as oportunidades apareciam em sequência. Tudo levava a crer em uma goleada, mas um jogador impediu a possibilidade. Agenor, que fazia sua estreia pelo Tricolor, realizou defesas milagrosas e manteve o placar apenas em 1 a 0. Sua atuação foi fundamental para manter a equipe competitiva no duelo.

O Flamengo pressionou o adversário nos minutos finais do primeiro tempo após o Fluminense equilibrar o jogo. Com rápida troca de passes, o Rubro-negro imprimiu ritmo forte e só não ampliou porque Agenor evitou um golaço de Diego. Após rebatida na área, o camisa 10 emendou uma bicicleta e viu o goleiro espalmar a bola.

Na volta do intervalo, o Flamengo entrou em campo com sangue nos olhos e fez uma blitz nos minutos iniciais, e novamente colheu os frutos. E com Bruno Henrique. Diego arrancou uma assistência de cinema da cartola e o atacante não perdoou: chutou firme no canto direito de Agenor.

O Fluminense não conseguiu escapar à blitz do Flamengo. Após Bruno Henrique marcar seu segundo gol, ele decidiu fazer a de garçom. O atacante robou bola após erro de Allan e deixou Gabigol na medida para chutar cruzado e fazer o terceiro do Flamengo. Gol e comemoração com direito a Nego Ney.

O Fluminense parecia entregue em campo após o terceiro gol do Flamengo. Calazans, no entanto, fez grande jogada pela direita e serviu Dodi. O companheiro teve tranquilidade e categoria para tirar de Diego Alves e descontar para o Tricolor.

FLAMENGO

Diego Alves; Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Ronaldo, Willian Arão e Diego; Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol (Uribe)

T.: Abel Braga

FLUMINENSE

Agenor, Igor Julião, Nino, Léo Santos e Marlon; Caio Henrique, Allan (João Pedro) e Ganso; Matheus Gonçalves (Dodi), Calazans e Daniel

T.: Fernando Diniz

Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)

Auxiliares: Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Diogo Carvalho Silva

Cartões amarelo: Renê, Ronaldo (FLA) Igor Julião, Nino, Daniel

Gols: Bruno Henrique (FLA), aos 13min do primeiro tempo, e aos 5min do segundo tempo; Dodi (FLU), aos 18min do segundo tempo; e João Pedro (FLU), aos 26min do segundo tempo.

DESTAQUES DOS EDITORES