Publicidade

Fogo pode ter começado no ar-condicionado; alojamento não tinha documentação

Às 9h50, a polícia chegou ao Ninho do Urubu para fazer a perícia. Um inquérito foi instaurado na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) para apurar as causas do desastre. Uma das hipóteses investigadas é a de que tenha havia um curto-circuito no ar-condicionado.

Após o incêndio de grandes proporções atingir o centro de treinamento do Flamengo nesta sexta-feira, 8, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro e Secretário da Defesa Civil Roberto Robadey, declarou que o alojamento em que estavam as vítimas da tragédia não tinha documentação.

"Não é exclusividade desse local. Mas as pessoas as vezes aprovam uma planta, aí quando vai ver resolve fazer um puxadinho. Aumentar. A gente lamenta que as pessoas não possam fazer um planejamento adequado. É um ato final. Existe todo um procedimento. O fato de não ter a documentação implica até que não havia segurança. Muitas vezes até existeos dipositivos de segurança, mas ainda não teve uma regularização adotamos várias medidas para simplificar esse processo para agilizar", declarou Robadey.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES