Publicidade
Festival de Curitiba

Fringe aborda o universo feminino e suas reflexões

Fringe aborda o universo feminino e suas reflexões

O Fringe – reunião de espetáculos independentes de curadoria no Festival de Curitiba –, contará com duas mostras cuja intenção é abrir espaços de reflexões e diálogos acerca do universo feminino. A Mostra Mujeres, com música, performances e teatro, no projeto Sobre Lendas e Mulheres, propõe reunir produções assinadas por mulheres atuantes no cenário cultural de Curitiba.

No total serão cinco espetáculos que ocorrerão na Sociedade Operária Beneficente Treze de Maio, nos dias 1º, 2, 3 e 4 de abril, com a mostra experimental Performance Cadela e com o drama Sobre Lendas e Mulheres, que fala sobre histórias de mulheres e relatos das atrizes e é inspirado no livro Mulheres que Correm com Lobos, de Clarissa Pínkola Estés. A programação musical conta com o show da banda Mestiça, que reúne artistas paranaenses para falar sobre empoderamento feminino, produção musical feminina, menopausa, sagrado feminino entre outras questões; e da cantora Luana Godin com seu projeto sOla, que faz uma fusão interessante de sons eletrônicos, percussão e guitarras distorcidas com a voz melodiosa e forte da também atriz. Luana também participa da Mostra 2018, no elenco de Hoje é dia de Rock.

Já a mostra Devir – Mulher na Cena Contemporânea, do Núcleo de Estudos e Experimentação da Linguagem Cênica, de Porto Alegre, que ocorre no Movimento Enxame Espaço de Criação, entre os dias 5 e 8 de abril, contará com quatro espetáculos que tratam de várias questões do feminino.

Três deles integram a Trilogia Sensível e falam sobre mitos, papéis sociais e a relação com tabus e traumas. Em Hallucination – Vida e Obra de Virginia Woolf, espetáculo que traz trechos da vida e da obra desta mulher inglesa, as questões femininas são levantadas por meio de sua vivência e como se tornou uma das maiores referências da literatura. Em O Homem no Corredor o tema de gênero é abordado de maneira pouco vista nos palcos, mostrando o desenvolvimento de uma relação sexual em que o poder está com a personagem feminina.

Já em Olhar de Frente é apresentada a questão do abuso sexual na infância e o embate entre a vida e a morte, a partir de um olhar da mulher. E para finalizar, a peça Portas do Invisível leva para o palco o encontro de cinco personagens clássicas: Medeia, Antígona, Maria Madalena, Joana D`arc e Lady Macbeth, em um experimento repleto de trabalho corporal.

O Festival de Curitiba ocorre de 27/03 até 8 de abril, com mais de 400 atrações espalhados por 90 espaços de Curitiba e Região Metropolitana. Mais informações pelo site www.festivaldecuritiba.com.br

Apresentadores, patrocinadores e apoiadores

O Festival de Curitiba tem parceiros fundamentais para sua realização e é apresentado pela Cielo, com patrocínio da Vivo, Denso do Brasil, Uninter, Copel Telecom, Sanepar, Governo do Estado, Ebanx, Tradener Comercialização de Energia e GRASP. O aplicativo de mobilidade oficial do Festival de Curitiba é Uber.

Os eventos simultâneos – Guritiba, MishMash, Gastronomix e Risorama -, igualmente, contam com o apoio de parceiros importantes para levar a arte, cultura e entretenimento ao público.

O Guritiba é apresentado por Perkins Motores, Mili, Parati e Unimed Curitiba, com patrocínio da Caterpillar e New Holland e apoio da Peróxidos do Brasil e Brose do Brasil.

O Grupo Boticário, este ano, apresenta o MishMash, evento que tem também o patrocínio da Schattdecor.

O Risorama é apresentado pela Potencial Petróleo, Havan, Sistema Fiep e Madero. E este ano, o segmento de stand up comedy do Festival de Curitiba tem também o apoio da Aveo Vision, da Ford Center e da FH.

O Gastronomix, quermesse de alta gastronomia do Festival de Curitiba, por sua vez, tem o patrocínio da Melitta e da Compagás, com apoio da Lowçucar, Da Magrinha, Booking.com e conta ainda com a Oxford Porcelanas como fornecedora da louça oficial do evento.

As bilheterias do Festival de Curitiba são uma parceria com o ParkShoppingBarigüi e o Shopping Mueller.

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES