Publicidade
Exterior

Furacão Michael se distancia dos EUA após deixar ao menos 11 mortos

Furacão Michael se distancia dos EUA após deixar ao menos 11 mortos
Estragos do Furacão Michael nos Estados Unidos (Foto: Agência Brasil)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após deixar um rastro de destruição na Florida e na Geórgia, subiu nesta sexta-feira (12) para 11 o número de mortes provocadas pelo furacão Michael em sua passagem pelos Estados Unidos.

Autoridades da Virgínia informaram que o fenômeno, agora considerado uma tormenta tropical, é responsável por 5 novas vítimas no estado. Cerca de 520 mil pessoas estão sem energia e 1.200 estradas foram fechadas.

Outras 6 pessoas já morreram desde o inicio do furacão, que passou também pelas Carolinas do Norte e do Sul. Agora, o Michael se distancia do território americano.

Na manhã desta sexta-feira, a tempestade de rápida movimentação estava a cerca de 105 quilômetros a nordeste de Norfolk, na Virgínia, com ventos máximos sustentados de 95 quilômetros por hora, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

O Michael entrou em terra firme como um furacão de categoria 4, na tarde de quarta-feira (10), perto de Mexico Beach, no norte do estado da Flórida, e de lá seguiu para Alabama e Geórgia e depois para as Carolinas e para a Virgínia, em direção ao Oceano Atlântico.

Fotos e vídeos de Mexico Beach, que tem cerca de cerca de mil habitantes, mostravam o rastro de destruição, com casas flutuando no meio de ruas inundadas, algumas totalmente destruídas após terem perdido o teto.

DESTAQUES DOS EDITORES