Brasileirão

Gilson Kleina é demitido do comando da Chapeoense

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Gilson Kleina não é mais o técnico da Chapecoense. Ele foi demitido do cargo um dia após o empate com o Sport por 1 a 1, na ilha do Retiro, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado manteve a Chapecoense em uma situação incômoda no Brasileiro. A equipe catarinense ocupa o 16º lugar, com 18 pontos, um a mais que o Santos, que é o time que abre a zona de rebaixamento.

A Chapecoense ganhou apenas três vezes no Brasileiro. Além disso, nove empates e cinco derrotas completam a campanha no torneio. O time catarinense também já foi eliminado na Libertadores e está nas quartas de final da Copa do Brasil -perdeu a partida de ida para o Corinthians por 1 a 0.

Kleina assumiu o comando da Chapecoense em outubro de 2017. Na ocasião, ele comandou um reação histórica na competição que culminou com uma das vagas na pré-Libertadores deste ano.

Sem treinador, a Chapecoense passa a ser comandada interinamente por Emerson Cris. Se ninguém for contratado, ele deve estar à frente do time na partida do próximo domingo, contra o Corinthians, na Arena Condá, pelo Brasileiro.

 

Confira na íntegra a nota divulgada pela Chapecoense:

A Associação Chapecoense de Futebol informa que o treinador Gilson Kleina e o Diretor Executivo de Futebol, Rui Costa, deixam respectivamente o comando técnico e o cargo de Diretor Executivo do Clube.

A Chapecoense agradece aos profissionais pela dedicação e pelo trabalho exercido no Clube, desejando-os sucesso em seus futuros projetos.