Publicidade
Prefeitura nos bairros

Greca abre Creas Tatuquara para atender famílias e indivíduos com direitos violados

Greca abre Creas Tatuquara para atender famílias e indivíduos com direitos violados
(Foto: Levy Ferreira)

Curitiba agora conta com uma nova unidade de atendimento da Fundação de Ação Social (FAS), o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) do Tatuquara. A unidade é 10ª desse modelo e vai atender famílias dos bairros Tatuquara, Campo de Santana e Caximba.

A inauguração aconteceu nesta sexta-feira (25/5), com a presença do prefeito Rafael Greca, que reforçou a importância do papel prestado pelo Creas. “É uma casa para pessoas de direitos violados”, explicou ele. Os Creas atendem famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social, que enfrentam violência física, psicológica e negligência; violência sexual; situação de rua; abandono; trabalho infantil; discriminação por orientação sexual ou racial.

A Regional Tatuquara era a única que ainda não tinha um Creas. As famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade do bairro Tatuquara recorriam às unidades e equipes da Regional Pinheirinho, onde são atendidos em média 120 casos por mês. “Queremos que floresça esse pedaço da cidade, dentro da sua tradição de gente trabalhadora, ordeira e honrada”, afirmou Greca.

A ampliação dos serviços para a população, principalmente para atender as áreas onde a cidade cresceu com mais intensidade, é uma das prioridades do prefeito. A presidente da FAS, Elenice Malzoni, destacou que o novo equipamento será essencial para o trabalho. “Vai garantir atendimento a uma região com grande necessidade de assistência social”, disse ela.

Unidade nova

O novo espaço tem 128 metros quadrados de área, com recepção, salas de atendimento individual e coletivo, sala da coordenação e da equipe técnica, copa, almoxarifado e banheiro. O espaço terá sete especialistas, que atenderão a população e encaminharão os casos de acordo com a necessidade.

A coordenadora será a assistente social e servidora de carreira da FAS Vanessa Ferreira Lang, que reforçou a importância da unidade do Creas para a Regional Tatuquara. “É essencial estarmos mais próximos da população”, avaliou.

Vanessa também reforçou que os bairros da regional têm grande incidência de população em situação de vulnerabilidade social.

Testemunho

Com um testemunho, Jeanette Patrícia Gouber emocionou o prefeito e os convidados da inauguração. “Eu fui moradora de rua e usuária da central de resgate, que era da sua antiga gestão”, disse ela ao prefeito.

Há três anos, Jeanette passou pela Casa da Mulher e superou a dependência química. Agora trabalha na área de limpeza em um equipamento da FAS, na CIC. “Hoje tenho minha casa e um serviço digno, graças ao acolhimento de uma unidade como essa”, ressaltou ela.

Também participaram da inauguração o administrador da regional Tatuquara, Jadir da Silva Lima, e o vereador Rogério Campos.

Campo de Santana

Greca também visitou a Escola Municipal Rio Bonito, no Campo de Santana. A Prefeitura revitaliza o asfalto da rua em frente à escola, a Lucas Carvalho. “Esse local é mais uma prova de que Curitiba está bem-cuidada em todas as regiões da cidade”, comentou Greca.

A diretora da escola, Aparecida Abrão Machna, lembrou que a revitalização era uma demanda antiga da população. “Vai garantir mais segurança e respeito às crianças e à comunidade”, explicou ela. A rua faz parte do trajeto da linha de ônibus Rio Bonito.

São 440 metros de asfalto revitalizado, além de pintura e sinalização, totalizando um investimento de R$ 277 mil.

Greca aproveitou para dar um abraço a uma amiga de longa data. Josefa Jesus Cabral foi copeira no Palácio 29 de Março, a sede da Prefeitura, por 12 anos. “Sempre gostei muito do Greca e tenho bastante saudade dele”, revelou.

Atualmente, Josefa é inspetora na Escola Municipal Rio Bonito, que fica próxima de sua casa. Ela elogiou a revitalização da rua. “Está sendo muito bom, mais um ponto para o prefeito”, afirmou.

DESTAQUES DOS EDITORES