Publicidade

Guilherme Guido quebra recorde sul-americano dos 100m costas e avança no Mundial

O brasileiro Guilherme Guido fez bonito na noite deste domingo (no horário de Brasília), em Gwangju, na Coreia do Sul, ao estabelecer o novo recorde sul-americano dos 100 metros costas nas eliminatórias desta prova no Mundial de Esportes Aquáticos, que vive o seu segundo dia de disputas da natação, iniciadas no último sábado.

Ele cravou o tempo de 52s95 e, com a marca expressiva, avançou às semifinais em segundo lugar no qualificatório. O nadador voltará a cair na piscina a partir das 8 horas (de Brasília) desta segunda-feira, quando ocorrerão baterias que valerão vagas em decisões por medalhas de outras provas e também algumas finais.

Sétimo colocado na final dos 100m costas do Mundial de 2017, em Budapeste, na Hungria, Guido quebrou um recorde sul-americano que já pertencia a ele próprio. Em dezembro de 2015, o atleta do Esporte Clube Pinheiros estabeleceu a marca continental anterior desta prova ao cronometrar 53s09.

Nas eliminatórias em Gwangju, o brasileiro de 32 anos só foi superado pelo chinês Jiayu Xu, líder geral, com o tempo de 52s85, enquanto o australiano Mitchel Larkin foi o terceiro mais rápido, com 53s12.

Nos 200 metros nado livre masculino, Fernando Scheffer foi outro brasileiro a se classificar neste domingo para uma semifinal do Mundial ao terminar as eliminatórias com o sexto melhor tempo, que foi de 1min46s46. Outro representante do País nesta prova, Breno Correia se viu próximo de avançar, mas amargou um 17º lugar no geral ao fechar com a marca de 1min47s26 e ficar logo abaixo do grupo de 16 competidores que seguiram em frente. O britânico Guy James, com 1min46s18, foi o líder geral.

Já no qualificatório da prova dos 1500m livre feminino, amplamente dominada pelo fenômeno norte-americana Katie Ledecky, a brasileira Viviane Jungblut ficou apenas na 20ª posição com o tempo de 16min26s35 e foi eliminada. Liderando de ponta a ponta com o tempo de 15min48s90, a nadadora avançou com tranquilidade à final. A segunda colocada desta eliminatória, a italiana Simona Quadarella, ficou mais de dois segundos e meio atrás da favorita ao terminar em 15min51s59.

Em outra disputa do dia, destaque para a russa Yuliya Efimova, dona de duas medalhas de prata no nado peito nos Jogos Olímpicos do Rio-2016, que avançou às semifinais dos 100m deste estilo no Mundial com o segundo melhor tempo das eliminatórias, com 1min06s58. Ela só ficou atrás da norte-americana Lily King, líder geral com 1min06s31.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES