Publicidade
Eleições 2012

Gustavo Fruet é eleito o novo prefeito de Curitiba

Com 60,65 % dos votos válidos (597.200 mil) Gustavo Fruet (PDT) foi eleito neste domingo o novo prefeito de Curitiba. O advogado e ex-deputado federal terá a missão de governar Curitiba pelos próximos quatro anos e administrar um orçamento de cerca de R$ 6 bilhões. Ele irá suceder Luciano Ducci (PSB), candidato que ficou em terceiro lugar e não disputou o segundo turno.

Seu adversário, Ratinho Junior (PSC), que chegou à frente no primeiro turno teve 387.483 mil votos, 39,35 % dos votos válidos. A diferença entre eles foi de 209.717 mil votos. O resultado, segundo o Tribunal Regional Eleitoral já pôde ser confirmado com apenas 18 minutos de apuração, quando cerca de 75% das urnas estavam apuradas e Fruet já estava cerca de vinte pontos percentuais a frente do candidato do PSC.

No primeiro turno, Fruet ficou com a segunda colocação na disputa com 27% dos votos válidos (265.451), contra 34% (332.408) de Ratinho Junior. O atual prefeito Luciano Ducci  ficou em terceiro lugar com uma diferença de pouco mais de quatro mil votos em relação à Fruet.

Ao chegar no TRE para comemorar a vitória, Fruet foi recebido por militantes e além de agradecer os votos, disse que quer recuperar a relação com Ratinho Junior, com quem havia falado após o resultado das urnas. Conversei há pouco com o Ratinho e esse resultado é para pacificar. Agora é o momento de conciliação e pensar no futuro da cidade. Eu disse a ele que a campanha, em alguns momentos, ficou no limite da desqualificação, mas tivemos uma grande relação no Congresso Nacional e quero recuperar isso. Mas mais do que uma relação pessoal, a favor da cidade, disse o novo prefeito eleito.

Por meio de nota, Ratinho Junior agradeceu os votos, sua equipe, a militância e todos que trabalharam em sua campanha. Fizemos uma campanha muito bonita, alegre e propositiva. Apresentamos novas propostas para cidade e tenho certeza que conquistamos a confiança de muitas pessoas. Ouvindo a população, criamos um grande projeto, humano e inovador, para cuidar das pessoas. E esta nossa grande votação nos traz ainda mais responsabilidade com a população de Curitiba. Vou retomar meu mandato de deputado federal e trabalhar muito para trazer recursos e defender os interesses da cidade. Desejo boa sorte para o Gustavo Fruet e para que ele faça um bom trabalho, priorizando as pessoas, declarou Ratinho na nota.

Retrospectiva – Fruet rompeu com o PSDB em 2011 porque o partido optou por apoiar a candidatura de Luciano Ducci à prefeitura de Curitiba. Desta maneira, com seu projeto inviabilizado, Fruet se filiou ao PDT e depois fechou aliança com o PV e PT para as eleições.

Ao longo de toda a campanha, Fruet foi questionado sobre sua coligação com o PT, partido da vice, Mirian Gonçalves. Ontem, falando sobre a vitória, Mirian disse ter certeza de que a aliança foi o fator determinante da vitória. Fizemos um acordo programático com propostas reais. Não tenho dúvida que a coligação foi o principal, declarou.
O ministro de Comunicação, Paulo Bernardo, também falou sobre a importância do PT na eleição. Estamos muito animados. Gustavo vai se rum excelente prefeito. Acho que é o resultado que a população quis. Nós apoiamos porque apostávamos que era o mais preparado, disse.

Pesquisas —  Gerson Guelmann, que coordenou a campanha de Fruet, chegou a dizer que essa eleição entrará para a história. Um candidato que começou na pré-campanha com a maior parte dos votos, ao longo da campanha veio perdendo votação e sofrendo impacto brutal dos institutos de pesquisa que não registravam a realidade. Ter passado para o segundo turno foi histórico. Essa onda nos levou a vitória, analisou.

Fruet também comentou o resultado das pesquisas, alvo de críticas especialmente no primeiro turno, quando quase todos os institutos falavam que Ducci iria para o segundo turno com Ratinho. Por alguma razão a metodologia não detectou os movimentos Eu nunca disse que houve má fé. Acho que houve uma confusão entre pesquisa e propaganda no Brasil, opinou.

Ainda segundo Fruet, o primeiro e segundo turnos foram muito diferentes. O primeiro turno foi de superação. No final do segundo turno ate achavam que eu não iria, mas já nas primeiras avaliações mostrou um resultado que se confirmou hoje na eleição.

A vitória é momento de reafirmar a humildade. Não é apontar erros e apontar o dedo para ao adversário. Agora é reconhecer a manifestação da população. Gradecer e deixar claro que eu tenho noção da responsabilidade. Nós vamos passar por momentos difíceis, vou precisar da compreensão da população, mas vou me dedicar completamente para esse projeto que a população me possibilitou


Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES