Publicidade
Inusitado

Homem processa seus próprios pais por terem descartado coleção pornô estimada em R$ 112 mil

Ação está no Tribunal Federal de Michigan
Ação está no Tribunal Federal de Michigan (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP - Um homem de 40 anos do Indiana está processando seus próprios pais por um motivo muito específico: o descarte ao lixo de uma coleção de itens pornográficos.

De acordo com matéria publicada pelo The Guardian, o homem --que não teve sua identidade revelada-- entrou com uma ação no tribunal federal do estado do Michigan, nos Estados Unidos, contra seus próprios pais por eles terem jogado fora sua coleção de itens pornográficos.

Segundo ele, a coleção era avaliada em US$ 29 mil (valor estimado em R$ 112 mil no Brasil) e continha vários itens, como filmes e revistas.

Nos anexos do processo consta um e-mail trocado entre pai e filho, em que o progenitor diz que o filho tinha que agradecê-lo. "Fiz um grande favor ao me livrar de todas essas coisas", escreveu.

O homem de 40 anos já havia apresentado uma queixa à polícia, mas teve a denúncia barrada pelo promotor da cidade de Ottawa, no estado do Illinois.

Como pagamento, o homem está buscando receber o triplo do valor que sua coleção era estimada. Ou seja, ele quer um retorno de algo em torno de US$ 87 mil (valor estimado em R$ 336 mil no Brasil.

A identidade do pai e da mãe do homem de 40 anos também não foi revelada.

DESTAQUES DOS EDITORES