Contabilidade Fácil

Indicador de Insolvência – Modelo de Kanitz

Na gestão de qualquer empresa, uma das tarefas mais difíceis e complexas é saber controlar as obrigações financeiras, traçando cenários para o presente e especialmente para o futuro.  As organizações que buscam se proteger, utilizam costumeiramente indicadores que medem a capacidade de pagamento, os chamados ”indicadores de liquidez” que medem a capacidade da empresa em satisfazer suas obrigações junto a terceiros, tanto as de curto prazo, como as de longo prazo. Na contabilidade, trabalhamos com quatro diferentes tipos de índices de liquidez: a)índice de liquidez corrente, b)índice de Liquidez seca, c)índice de liquidez geral e d)índice de liquidez imediata. Mas, há uma grande diferença entre os índices de liquidez e o Índice de Solvência, pois enquanto que os índices de liquidez refletem a capacidade de pagamento de uma empresa, os índices de solvência podem ajudar a evitar que a empresa vá à falência, em função de níveis crescentes de dívida. Em outras palavras, conhecer esse índice permite a antecipação de medidas, para prevenir a sustentabilidade do negócio, como venda de ativos para reduzir a dívida global, reinvestimento em dinheiro ou ativos e até mesmo reorganizar a estrutura do negócio.  Na concepção de unir o melhor de dois mundos, o Professor Stephen Charles Kanitz (FEA/USP), publicou em 1974 um artigo com o titulo de  “Como prever falências de empresas” e mais tarde em 1978 publicou seu livro “Como Prever Falências”, consolidando a concepção de uma ferramenta que possibilita prever a possibilidade de falência de uma empresa, levando em conta os Índices de Liquidez Geral (LG); Liquidez Seca (LS); Liquidez Corrente (LC); Rentabilidade de Patrimônio (RP) e Grau de Endividamento (GE). O modelo opera de forma simples, aplicando esses cinco índices por meio de uma equação elaborada por regressão múltipla e análise discriminante, que determina um “Fator de Insolvência”, que é plotado em um termômetro de insolvência, representando a tendência da empresa.

Fórmula do índice de Insolvência de Kanitz:

Fator de Insolvência= ((0,05RP + 1,65LG + 3.55LS) - (1,06LC + 0,33GE))

Onde:

O resultado deste cálculo resulta no fator de insolvência, que é classificado em três categorias: a) Solvente, se o fator for representado por valores positivos quaisquer, b) Penumbra, se o índice apresentar valores no intervalo de -3 ≤ e ≤ 0; e c) Insolvente se os valores forem menores que -3, e < -3. A demonstração ocorre de forma gráfica, que é conhecido como “Termômetro de Kanitz”.

Para entendermos melhor, vamos a um exemplo hipotético:                               

Peso

Indice

2018                             

2019

2020

0,05

Rentabilidade do Patrimônio

0,4

0,3

0,1

1,65

Liquidez geral

1,1

0,8

0,18

3,55

Liquidez Seca

1,1

0,4

0,18

1,06

Liquidez Corrente

1,16

0,4

0,29

0,33

Grau de Endividamento

5,3

1,7

2,9

Fator de Insolvência kanitz

2,7614

1,77

-0,3234

Quando trabalhamos com indicadores e projetamos tendências, não esperamos antecipar um futuro, afinal sabemos que ele é incerto e insabido, mas com certeza, estaremos preparados para enfrentar qualquer cenário que possa surgir.

 

Clécio S. Steinthaler

Ms Engenharia de Produção

Contador – Economista

Professor na Estácio de Curitiba

Email: clecio.steinthaler@estacio.br