Publicidade
Hábito

Jovens que lêem jornais preferem impresso, revela pesquisa

Jovens que lêem jornais preferem impresso, revela pesquisa

Um estudo realizado pela Universidade Positivo (UP), de Curitiba, com 6.983 vestibulandos, revela o hábito de consumo de notícias desses jovens. Mais de 60% deles utilizam as redes sociais para se manterem atualizados sobre os acontecimentos do dia a dia. O segundo meio de comunicação mais utilizado para o consumo de notícias por esses estudantes é a TV, com 18,4% das respostas. Entre os 18,1% que lêem jornal, mais da metade o fazem no meio impresso (59%) e 41% acessam os conteúdos de jornais online. Os portais de notícias são o principal meio de consumo de notícia de 3% dos vestibulandos entrevistados e as emissoras de rádio foram citadas por 0,4% deles.

O estudo foi realizado por meio de questionário na ficha de inscrição para a Mostra de Profissões da UP, que aconteceu no início de agosto, no câmpus Ecoville da Universidade, em Curitiba (PR). Entre todos os entrevistados, apenas 12,4% já concluíram o Ensino Médio e 77% terminam no final do ano. Muito mais independentes, 37% dos estudantes são de fora de Curitiba. Apenas 32% vão prestar um único vestibular – a maioria (63%) planeja se inscrever em 2 a 5 concursos. Entre os fatores que mais pesam na escolha da universidade, o principal é o programa e a qualidade do curso (40%), seguido pela avaliação da instituição pelo MEC (26%) e reputação da universidade no mercado (12%). Os fatores menos citados foram corpo docente (2%), localização (2%), infraestrutura (6%), preço (8%) e reconhecimento dos egressos (6%).

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES