Publicidade
Caso Rafael Miguel

Justiça decreta prisão de suspeito de matar ator de Chiquititas

(Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Justiça decretou a prisão temporária, de 30 dias, do comerciante suspeito de ter assassinado o ator Rafael Henrique Miguel, 22 anos, e os pais dele, no domingo (9), no bairro Pedreiras (zona sul). O atirador está foragido.

Segundo decisão da juíza Débora Faltarone, os três homicídios foram dolosos (com intenção de matar] e hediondos pelo fato de "em tese" terem sido motivados por motivo torpe e que dificultou a defesa das vítimas. "Ademais, a narrativa dos fatos demonstra a gravidade dos crimes e a acentuada periculosidade do investigado que, apos o cometimento do crime, empreendeu fuga, estando desaparecido desde entao", diz trecho da decisão judicial. 

Paulo Cupertino Matias, 48, é acusado de matar a tiros o ator e seus pais, Miriam Selma Miguel, 50, e João Alcisio Miguel, 52, no momento em que eles chegaram em frente à casa da família da namorada do artista, acompanhados da jovem. O motivo do crime seria ciúmes do pai da jovem. 

Em depoimento na segunda-feira (10), Isabela Tibcherani Matias, 18, afirmou que o pai mantinha uma arma de fogo em casa há anos. Ela também afirmou que o acusado descobriu o namoro, em 2018, após ler trocas de mensagens entre o casal. 

Em depoimento nesta terça-feira (11), uma policial militar, que chegou ao local do crime logo em seguida aos assassinatos, afirmou ter encontrado projéteis de pistola, calibre 380, ao lado dos corpos. 

Isabela falou ainda à polícia que o pai proibiu o relacionamento, alegando que o ator não era "uma pessoa de bem" apesar de "nunca ter conhecido ele pessoalmente". 

Por conta da proibição de Matias, o casal teria rompido o namoro por cerca de oito meses, segundo ela contou no depoimento. Eles reataram o relacionamento, conforme a polícia, um dia antes do crime. 

Isabela e Miguel se encontraram, instantes antes do triplo homicídio, em uma praça, perto da casa da namorada. 

O comerciante Paulo Cupertino Matias, 48 anos, suspeito de matar o ator Rafael Henrique Miguel, 22 anos Reprodução Retrato de Paulo Cupertino Matias      Os pais do ator foram os buscar e levar para a residência de Isabel, ainda segundo o depoimento dela. 

Ao chegarem na residência, o acusado se aproximou e, quando os pais de Miguel tentaram conversar, ele teria cometido o triplo homicídio. 

Em seguida, segundo a polícia, Matias fugiu em um Volkswagen Up! vermelho, com placas clonadas, que foi encontrado nesta terça. Não foi informado se objetos que possam ajudar na investigação foram encontrados no veículo. 

A reportagem apurou que Matias conta com uma extensa ficha criminal. Ele foi indiciado por nove crimes, ocorridos entre 1990 e 1999. 

Segundo a SAP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), Matias cumpriu pena, por assalto a um carro forte, na Penitenciária de São Vicente (65 km de SP), entre setembro de 1993 e dezembro de 1994

Rafael Henrique Miguel ficou conhecido por interpretar a personagem "Paçoca", da novela infantil "Chiquititas", do SBT, e por causa de um comercial em que briga com a mãe para que ela compre brócolis.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES