Publicidade
Economia

Liberação das estradas faz setor de serviços crescer 6,6% em junho

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O volume do setor de serviços do Brasil cresceu 6,6% em junho, recuperando-se da queda de 5% registrada em maio, quando ocorreu a paralisação dos caminhoneiros. O desempenho, impulsionado pela liberação das estradas, é o melhor da série histórica iniciada em 2011, informou o IBGE nesta terça (14).

Com esse resultado, houve uma redução no ritmo de queda do acumulado de 2018, que saiu de uma retração de 1,3% em maio, para um recuo de 0,9% em junho.

Na relação de desempenho com o mesmo mês do ano passado, a alta de junho de 2018 foi de 0,9%. No acumulado de 12 meses, com início em julho de 2017 e fim em junho de 2018, houve queda de 1,2%.

O desempenho positivo em junho foi acompanhado por quatro das cinco atividades analisadas, com destaque para a alta de 15,7% do setor de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios. O segmento exerceu a principal contribuição para o resultado positivo do índice e foi impulsionado, sobretudo, pela liberação do fluxo de veículos nas rodovias brasileiras.

As influências negativas mais relevantes vieram de serviços profissionais, administrativos e complementares, com recuo de 3,5%, explicados, em grande medida, pela queda na receita de soluções de pagamentos eletrônicos, atividades de cobranças e informações cadastrais e atividades de vigilância e segurança privada. Também houve queda de 4% no segmento de serviços prestados às famílias com destaque a queda na receita dos restaurantes.

DESTAQUES DOS EDITORES