Publicidade
Morte

Manifestação pede boicote a supermercado Extra em Curitiba

(Foto: Franklin de Freitas)

Dezenas de pessoas foram ao supermercado Extra na Avenida Kennedy neste domingo (17), em Curitiba,  protestar contra a a morte de Pedro Gonzaga, 25 anos, que foi estrangulado até a morte por um segurança do supermercado Extra da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, no dia 14 de fevereiro. Os manifestantes pedem boicote ao supermercado. 

Em São Paulo, manifestantes fizeram o mesmo protesto no Extra da Avenida Brigadeiro Luís Antônio, na altura da Alameda Ribeirão Preto, região central de São Paulo. O ato começou por volta das 14h30. O grupo levou faixas com as frases “não consigo respirar” e “vidas negras importam”. Segundo a Polícia Militar, eles ocupam a calçada e o estacionamento do supermercado e não há bloqueios de vias. Com o protesto, o mercado, que funciona 24 horas, fechou as portas.

O segurança Davi Ricardo Moreira disse à polícia que Pedro Henrique estava nervoso e ameaçava matar todos que estavam no local. Na declaração, o segurança alega que o rapaz falava repetidamente: "Vou matar! Vou matar!". O vigilante afirmou em depoimento não ter apertado Pedro pelo pescoço e disse que "permaneceu apenas com seu peso por cima da vítima".O segurança foi preso em flagrante, mas deixou a Delegacia de Homicídios da capital na madrugada desta sexta (15) após pagar fiança de R$ 10 mil, segundo a polícia. Davi Ricardo foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Como foi - O vídeo mostra Pedro correndo em direção ao vigilante, que está parado junto a outro funcionário do supermercado próximo à entrada do estabelecimento. Eles parecem conversar por alguns instantes e uma mulher se aproxima. Em seguida, Pedro Henrique cai no chão. O funcionário do estabelecimento e o segurança levantam o rapaz, mas a confusão continua e ele cai uma segunda vez. Em outro vídeo compartilhado em redes sociais é possível ver o jovem sendo imobilizado. Bombeiros ainda tentaram reanimar Pedro Henrique, mas o jovem não resistiu.

 Enterro- O corpo de Pedro Henrique Gonzaga, de 25 anos, foi enterrado neste sábado (16) no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência, na Zona Oeste do Rio. Muito abalada, a mãe dele não foi ao enterro e familiares que estiveram na cerimônia preferiram não conversar com a imprensa.

DESTAQUES DOS EDITORES