Assine e navegue sem anúncios [+]

Manifestação por reformas eleitorais termina em violência em Hong Kong

A polícia de Hong Kong usou gás lacrimogêneo, neste domingo, para dispersar milhares de manifestantes que se juntaram no Charter Garden, parque localizado no distrito financeiro da ilha, para pedir reformas eleitorais e boicotar o Partido Comunista da China (PCC).

Em mas um episódio nos protestos que se iniciaram em junho do ano passado, pedindo a manutenção da autonomia da ilha em relação ao governo de Pequim, os manifestantes entraram em conflito com a polícia após serem impedidos de realizar uma marcha pelo centro de Hong Kong. A polícia alega que havia dado autorização para a manifestação, mas não para que eles saíssem do local designado.

Carregando cartazes pedindo a liberdade de Hong Kong e balançando bandeiras dos Estados Unidos e do Reino Unido, os manifestantes jogaram guarda-chuvas e tijolos contra os policiais; e fizeram uma barricada em uma rua.

A polícia respondeu com gás lacrimogêneo, dispersando o protesto. Em comunicado, disseram que responderam após dois oficiais sofrerem lesões na cabeça e com os manifestantes jogando bombas de tinta nos edifícios da região.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK