Publicidade
Cerveja

Minas registra nova morte suspeita

A Secretaria de Saúde de Pompéu (MG), a cerca de 170 quilômetros de Belo Horizonte, informou ontem que uma mulher internada em um hospital da cidade com sintomas da síndrome neufroneural – que a Polícia Civil atribui ao consumo da cerveja pilsen Belorizontina, da Backer –, morreu no dia 28 dezembro.
A secretaria municipal trata o caso como mais uma ocorrência de intoxicação de consumidores da cerveja pela substância tóxica o dietilenoglicol, utilizada em sistemas de refrigeração devido a suas propriedades anticongelantes. A substância já foi encontrada em três lotes da cerveja Belorizontina. A Polícia Civil também ivnestiga o caso.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES