Publicidade
PontoCom

Morte Digital ajuda a excluir perfil de mortos das redes

A grande maioria das pessoas que possuem contas em redes sociais já se deparou com perfis de amigos, conhecidos ou parentes que já faleceram. O número, segundo pesquisas, chega a mais de 20 milhões de usuários mortos somente no Facebook, ainda a principal rede no mundo. Inclusive, um levantamento apontou que em 2098 haverá mais mortos que vivos na ferramenta. Lembretes de aniversários, notificações de momentos celebrados juntos e pessoas enviando mensagens cheias de sentimentos àqueles que já partiram levaram o médico, neurocientista e empresário Jô Furlan a investir em um novo negócio, que visa ajudar familiares a encerrar tais perfis, evitando mais sofrimentos com o desconforto ao ter de fazer as solicitações junto às empresas responsáveis.
A empresa foi criada para auxiliar quem deseja pôr fim à presença digital de usuários falecidos e pessoas que queiram planejar a sua própria morte digital (herdeiro digital). “Muitas vezes, é doloroso ter que topar com aquelas lembranças que saltam aos nossos olhos com frequência. Vejo casos de pessoas que já se foram e ficam online na minha lista de contatos no Skype, por exemplo. Nosso papel é, primeiramente, contribuir com a comunicação da família e amigos sobre o falecimento de alguém, compartilhando nas redes. Num segundo momento, vamos auxiliar no processo para que haja a exclusão das contas”, explica Orlando Stumpf, sócio-diretor. Para conhecer mais, acesse www.mortedigital.com.br.

Mensagens cobradas
O serviço de mensagens do Facebook WhatsApp começará a cobrar de empresas pelo envio de mensagens de marketing e de atendimento a clientes,  informou a rede social ontem. A cobrança começa em um momento em que a companhia enfrenta desaceleração no crescimento de sua receita. As mensagens serão cobradas a uma taxa fixa para entrega confirmada, variando de US$ 0,05 a US$ 0,09 por mensagem, dependendo do país, disse o WhatsApp. A cobrança do serviço também envolverá o Brasil.
O WhatsApp, que tem cerca de 1,5 bilhão de usuários, disse que a partir desta quarta as empresas poderão usar o WhatsApp Business para enviar informações sobre entrega de produtos, lembretes de compromissos e ingressos para eventos.

Bizzarice

Sapatos – Para a grande maioria da mulheres, os sapatos são uma perdição. Mas este modelo, quem se habilitar a usar?

DESTAQUES DOS EDITORES