Publicidade
Ippuc

Mulheres são maioria nos postos de comando do Planejamento Urbano

Três das quatro supervisões do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) têm mulheres no comando. Elas estão na Supervisão de Planejamento, de Informações e Administrativa-Financeira do Instituto. As ações femininas predominam também na Assessoria de Relações Externas em que o quadro de pessoal é exclusivamente feminino.

As mulheres têm um papel importante na história do Ippuc e da administração municipal. A presença de funcionárias nos cargos de direção do Instituto, por exemplo, é um reconhecimento da atual direção, que valoriza a qualidade do trabalho e a dedicação do corpo técnico, afirma a arquiteta supervisora de Informações, Liana Vallicelli. Completam o quadro de supervisoras, a engenheira civil Rosane Valduga e a administradora Elvira Wos.

Quase a metade do quadro total de funcionários do Ippuc é formado por mulheres. Dos 197 servidores do instituto, 92 são mulheres, representando 46,5% do total. Além das estatutárias, há 24 estagiárias, 17 funcionárias terceirizadas de serviços diversos, seis funcionárias da cantina e duas da Afippuc (Associação dos Funcionários do Ippuc).

Todas terão nesta quinta-feira, (8/3), Dia Internacional da Mulher, um dia especial no Ippuc, com homenagens, filme e café. O evento faz parte da campanha Março Lilás, da Prefeitura de Curitiba.

Tempo de casa

Todo mundo no Ippuc conhece a Beta. Elisabete de Fátima Camargo da Rocha é a servidora com maior tempo de serviço no Instituto. Ela atua na administração municipal há 41 anos, desde quando estava no ensino médio.

Foi uma vizinha que deu a dica da vaga. Comecei a estagiar na Prefeitura como perfuradora de cartões, processando as informações que chegavam e enviando o material para as secretarias, conta. Beta fez parte ainda da Supervisão do Centro de Processamento de Dados (CPD) e da Assessoria de Informações. Hoje, é a responsável pela Secretaria de Informações do Instituto.

O Ippuc é parte da minha vida. Gosto do ambiente e das pessoas. Brinco que quando comecei a trabalhar na Prefeitura eu ainda estava engatinhando. Vai ser difícil quando tiver que me aposentar, afirma ela que fez a escolha de não deixar de trabalhar. 

Foi assim que pagou os estudos dela e dos filhos.  É importante que a mulher esteja no mercado de trabalho e conquiste a própria independência, conclui.

As mulheres representam ainda a maioria dos servidores da Prefeitura como um todo. Elas somam 80% dos 31,5 mil funcionários da administração municipal.

Programação

Nesta quinta pela manhã, haverá limpeza de pele gratuita para as funcionárias do Ippuc, seguida de um café da tarde e da exibição do documentário: Maria, a história das mulheres no Brasil, que fala dos desafios enfrentados pelas mulheres brasileiras na busca de diretos iguais.

A Coordenação de Editoração do Ippuc organizou um material especial para o dia, incluso nas orientações do Programa Federal Pró-equidade de Gênero e Raça. Flores e brindes também serão distribuídos.

Um cardápio exclusivo foi preparado pela cantina do Ippuc, que oferecerá almoço sem custo para as funcionárias terceirizadas que trabalham na limpeza e manutenção.

No próximo dia 21 de março, a assessora de Direitos Humanos e Coordenadora da Política da Mulher da Prefeitura Municipal de Curitiba fará uma palestra no auditório do Ippuc sobre violência contra a mulher.

Março Lilás

Dentro da programação do Março Lilás a Prefeitura promoverá cerca de cem atividades em toda a cidade, coordenadas pela Assessoria de Direitos Humanos e pela Coordenadoria da Política da Mulher. 

DESTAQUES DOS EDITORES